30 C
Rio Branco
6 maio, 2021 2:44 pm

“Investigar é um favor que me fazem”, diz governador sobre CPI da Educação

Aliados de Cameli na Aleac deverão sugerir investigação de todos os contratos existentes no Acre

POR POR TIÃO MAIA, PARA CONTILNET

O governador Gladson Cameli não teme a proposta de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) protocolada na Assembleia Legislativa do Estado do Acre (Aleac) para investigar contratos no setor de compras da Secretaria de Estado de Educação (SEE). Foi o que ele deixou claro ao conversar com amigos na manhã desta quarta-feira, feriado de 21 de abril (Tiradentes), ao recebê-los em casa, para almoço.

Gladson Cameli disse aos interlocutores que nada tem a esconder em seu Governo e que vai acionar os órgãos de controle para que realizem as investigações necessárias. “Eu não tolero corrupção”, disse Cameli, à certa altura das conversas.

O governador disse que seus aliados na Aleac devem sugerir investigação de todos os contratos existentes no Acre. “Sou totalmente a favor. Investigar é um favor que me fazem”, disse. “Mas quero que seja feita a investigação antes do meu governo, que eles possam investigar por exemplo, contratos do Programa Ruas do Povo, contratos do complexo Peixe da Amazônia e da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) e outras irregularidades, como contratos com empresas terceirizadas, servidores que atuam de forma irregular, recursos não executados”, afirmou.

A maioria dos contratos citados pelo governador remonta à administração do PT, principalmente do governo Tião Viana, seu antecessor nos últimos oito anos, ao qual são atribuídas uma série de irregularidades. “Não vamos fazer somente com a educação não, mas, em todas as áreas do governo”, disse Cameli. “Eu estou com consciência tranquila, não tenho nada a esconder. Se é para iniciar, vamos mexer com tudo”, disse.