23 C
Rio Branco
8 maio, 2021 7:26 pm

Vacinas contra Covid chegam ao Acre para imunizar pessoas acima de 59 anos

De acordo com secretário Frank Lima, essa vacinação deve começar na semana que vem para quem tiver 59 anos

POR TIÃO MAIA, PARA CONTILNET

O secretário municipal de saúde, Frank Lima, disse, nesta quinta-feira (15), que um novo lote de vacina contra o coronavírus deve chegar a Rio Branco ainda nesta tarde já prestará novos esclarecimentos sobre o prosseguimento da campanha de imunização na Capital.

“Não sabemos o quantitativo de doses que iremos receber. Mas, ainda que soubermos, de acordo com o nosso planejamento, poderemos começar a vacinar as pessoas portadores de comorbidades com idade acima de 59 anos”, disse o secretário.

As comorbidades estão relacionadas às doenças crônicas, além de diabetes, obesidade e outros, cujos portadores poderão começar a ser imunizados já na sexta-feira (16).

O secretário Frank Lima disse que as denúncias de que estariam sumindo vacinas em Rio Branco devem ser, sim, investigadas e chegou a citar o vereador Emerson Jarude (MDB), o qual vem denunciando que as contas em relação ás vacinas distribuídas e as aplicadas não estão fechando. “Se ele acha que estão sumindo vacinas, cabe a ele dizer para onde foram e quando sumiram. O que sei, até aqui, é que estamos trabalhando segundo os protocolos do Ministério da Saúde”, afirmou.

De acordo com o secretário, de todas vacinas entregues, algo superior a 48 mil doses, todas foram aplicadas com exceção de um estoque de 10 mil, que estão reservadas para a segunda dose. “Há outras doses, superior a mil, que estão reservadas a ribeirinhos, as quais n~çao forma aplicadas ainda porque, para imunizar quem mora em beira de rios e igarapés, requer uma logística maior e isso está sendo feito. Por duas vezes já subimos rios e igarapés imunizando ribeirinhos e vamos concluir esta etapa”, disse.

Das doses distribuídas em Rio Branco, as únicas as quais a Semsa não teve acesso, lembrou o secretário, foi a um total de 600, entregues pelo Governo do estado direto ás mãos do secretário de Estado de Segurança Pública, coronel Paulo Cézar santos, para a imunização de servidores da área. “Mas, como a Justiça federal suspendeu este procedimento para a área de segurança, nós devemos receber essas doses de volta e estamos prontos para aplicar em outras pessoas”, afirmou Frank Lima.