28 C
Rio Branco
6 maio, 2021 5:44 pm

MP é contra reabertura do comércio no AC e sugere restrições por mais duas semanas

"A nossa conversa com o governador foi para segurar um pouco mais a situação", diz promotor

POR NANY DAMASCENO, DO CONTILNET

O promotor de saúde do Ministério Público do Acre (MP-AC), Gláucio Oshiro, participou do programa Audiência Pública da Rádio CBN nesta quarta-feira (21) para falar a respeito do anuncio feito pelo governador Gladson Cameli a reabertura do comércio aos fins de semana que devem entrar em vigor a partir do próximo sábado (24). O decreto deve ser publicado até a sexta (23).

Segundo Oshiro, o MPAC é contra o relaxamento das medidas restritivas já que não foi identificada mudança na ocupação de leitos de UTI nos hospitais, já que há uma fila de espera de 10 pessoas e não há leitos disponíveis em Rio Branco. Além disso, o número de mortes ainda é alto.

“Em relação à positividade, o que houve foi a diminuição no número de testes. Havendo uma diminuição no número de testes, consequentemente, há uma caída no número de confirmação absolutas, mas no tempo relativo isso se manteve estável com um pequeno descenso, que não dá conforto. É claro que a gente não está mais naquele cenário de ascensão, mas estamos no cenário de estabilização, mas se estabilizarmos lá em cima, qualquer medida sem maior reflexão, a tendência é subir novamente”, explicou.

O promotor disse que foi tomado de surpresa pela decisão e se reuniu com o governador na terça-feira (20). Ainda de acordo com Oshiro, o ideal é que as medidas restritivas já impostas sejam mantidas por um tempo até uma estabilização mais segura. “Então a nossa conversa com o governador foi para segurar um pouco mais a situação”, destacou.

Para o promotor, as medidas devem ser mantidas por pelo menos mais duas semanas. “Não ampliá-las, ou seja, não deixar mais rigorosas, mas também não afrouxar”.

Ouça o programa completo clicando AQUI.