25 C
Rio Branco
8 maio, 2021 2:44 pm

Músico é preso suspeito de estuprar enteada de 11 anos em Manaus

Segundo investigação, homem de 33 anos mantinha relacionamento com a vítima há 1 ano.

POR G1 AM

A polícia prendeu, nesta terça-feira (20) em Manaus, um músico de 33 anos suspeito de abusar sexualmente de uma criança de 11 anos. De acordo com investigações da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), ele mantinha um relacionamento amoroso com a menina há um ano.

A delegada Joyce Coelho informou que a polícia teve conhecimento do caso, na segunda-feira (19), depois que o pai biológico da criança procurou a delegacia para comunicar o sumiço da filha. No registro, ele informou que a menina havia saído para a casa da avó, mas não chegou ao local.

Polícia flagrou troca de mensagens entre suspeito e a criança — Foto: Reprodução

Polícia flagrou troca de mensagens entre suspeito e a criança — Foto: Reprodução

Nas buscas pela menina, a polícia seguiu até a casa do padrasto, com quem a menina conviveu alguns dias após a morte da mãe em janeiro deste ano. Conforme a polícia, ela foi encontrada na casa de uma tia do suspeito.

À polícia, a menina contou que tinha um relacionamento com o músico. Relatou, também, ter tido relações sexuais com o suspeito por, pelo menos, um ano.

O músico foi preso e, segundo a polícia, confessou que mantinha relações sexuais com a menina. A investigação aponta que ele foi casado por seis anos com a mãe da vítima e namorava a filha de 11 anos há um ano.

Mensagens trocadas entre vítima e suspeito mostram uma relação íntima entre eles. A delegada relata que o homem era controlador e chegou a prometer casamento quando ela tivesse 14 ou 15 anos.

Mensagens trocadas entre vítima e suspeito mostram uma relação íntima entre eles — Foto: Reprodução

Mensagens trocadas entre vítima e suspeito mostram uma relação íntima entre eles — Foto: Reprodução

Ainda conforme as investigações, a vítima tem uma irmã de 13 anos, que a advertia sobre essa relação com o padrasto.

O músico deve vai responder pelo crime de estupro de vulnerável.