26 C
Rio Branco
11 maio, 2021 4:51 pm

Pedro Longo diz que a população quer vacinas e empregos e não CPI

POR ASCOM

O líder do Governo na Assembleia Legislativa do Acre (ALEAC), Pedro Longo reagiu à notícia de que a oposição pretende instalar uma CPI sobre os contratos na Educação afirmando que “a iniciativa é inoportuna, porque o momento deveria ser de união para enfrentar a pandemia, desnecessária já que os fatos estão sendo investigados pelas autoridades policiais e judiciárias e sem apelo popular, pois que a população clama por vacinas e apoio econômico, e não por CPI”.

Segundo Longo, os deputados deveriam aproveitar os próximos dias para refletir mais sobre esta iniciativa que “pode prejudicar os trabalhos da Assembleia em um momento em que todos deveriam estar irmanados na busca de soluções para a crise sanitária e econômica”.

Apesar destas ponderações, Pedro Longo afirma que não há qualquer receio por parte do Governo em relação a  investigações, pelo contrário, caso não haja recuo por parte de alguns dos signatários, outros períodos e temas podem ser incorporados na CPI, já que os fatos inicialmente apontados pela oposição já estão praticamente esclarecidos em razão dos trabalhos das autoridades.

O deputado ainda destacou que foi o Governador Gladson Cameli quem criou a Delegacia especializada em combate à corrupção, que foi a responsável pelas investigações no âmbito da
Secretaria da Educação, além de ter determinado um “pente fino” em todos os contratos por parte da Controladoria do Estado, adotando, portanto, todas as providências cabíveis para a transparência e correção das atividades da administração.

Por fim, o deputado pontua que esta inciativa rompe o clima de diálogo e interlocução que havia sido criado entre a base do governo e a oposição, que permitiu a aprovação de diversos requerimentos de deputados oposicionistas, bem como a participação da oposição em comissões que pela proporcionalidade fixada no regimento sequer teriam assento.

“Sou um conciliador e espero bom senso e muita reflexão por parte dos colegas nestes próximos dias para que entendam que ninguém vai ganhar nada com um palanque político antecipado, pelo contrário”, concluiu o Líder.