28 C
Rio Branco
6 maio, 2021 5:01 pm

Veja diferenças entre o primeiro depoimento de Monique Medeiros e a carta escrita na cadeia

Mãe do menino relata relacionamento abusivo com Dr. Jairinho, por quem teria sido agredida e ameaçada. Advogado do pai de Henry Borel questiona nova versão

POR G1 Rio

Mãe do menino Henry Borel, a professora Monique Medeiros mudou sua versão sobre a morte do filho. Em uma carta obtida pelo Fantástico deste domingo (25), Monique admitiu que mentiu à polícia, narrou agressões do namorado, Dr. Jairinho, contra ela e contra o garoto e disse se sentir ameaçada.

A carta, escrita na semana passada, traz pelo menos cinco diferenças em relação ao que foi dito no depoimento, dia 17 de março, na 16ª DP (Barra da Tijuca):

  1. Agressões de Jairinho a Henry antes da morte;
  2. Agressões de Jairinho a Monique antes da morte;
  3. Remédios tomados no dia da morte de Henry;
  4. Como Monique encontrou Henry desacordado;
  5. União no depoimento x ameaças na carta.

A defesa de Dr. Jairinho disse que a carta é uma “peça de ficção”.

“Sem falar sobre a tese da defesa, o que somente farei após a denúncia, posso adiantar que a carta da Monique é uma peça de ficção, que não encontra apoio algum nos elementos de prova carreados aos autos”, diz a nota encaminhada pelo advogado Braz Sant’Anna.

Veja os detalhes dessas diferenças, em G1 Rio, clicando AQUI.