27 C
Rio Branco
8 maio, 2021 6:05 pm

Zen diz não temer investigação sobre seu passado: “Podem investigar até a geração do meu bisavô”

Deputado é ex-secretário de Educação

POR TIÃO MAIA, PARA CONTILNET

O deputado estadual Daniel Zen (PT), assim como já havia feito seu colega Edvaldo Magalhães (PCdoB) na manhã desta quinta-feira (22), também veio a público para dizer que não teme uma possível ampliação de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Assembleia Legislativa para investigar inicialmente contratos da Secretaria de Estado de Educação (SEE) e que poderia ser ampliada para os tempos em que ele foi secretário, no governo de Tião Viana.

“De minha parte, podem apurar o período em que fui Secretário. Aliás, podem investigar até a geração do meu bisavô, se quiserem”, disse o deputado ao comentar a estratégia de seus colegas de parlamento que compõem a bancada de apoio ao Governo.

O próprio governador Gladson Cameli, que passou a defender também a CPI desde que haja ampliação para investigação dos contratos no órgão no governo anterior, defende também uma profunda devassa nas contas públicas do Estado. Sobre isso, Daniel Zen disse: “Já tive a vida devassada, virada do avesso dezenas de vezes, desde que assumi o meu primeiro cargo de ordenador de despesas, aos 26 anos de idade”.

O deputado disse não ter nada à esconder e provocou a bancada de apoio ao governo: “Já o governo, pelas reações virulentas, as tentativas de intimidação e ameaças à minha pessoas, aparenta estar bastante preocupado”.