30 C
Rio Branco
6 maio, 2021 2:26 pm

19 novos juízes tomam posse na Justiça do Trabalho em RO e AC

O Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região (TRT-RO/AC) empossou na tarde de sexta-feira (30) 19 novos magistrados aprovados no I Concurso Nacional Unificado da Magistratura do Trabalho

POR ASCOM

A cerimônia telepresencial foi transmitida ao vivo no Canal do Regional no YouTube e contou com a presença da Corte e autoridades representativas do Ministério Público do Trabalho (MPT), seccionais da Ordem dos Advogados do Brasil de Rondônia e do Acre, bem como da Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 14ª Região (Amatra 14).

Tomaram posse, em ordem de antiguidade: Alexandre Moreira dos Santos Almeida, Luísa Azevedo Brugnoli Ribeiro, Thiago Oliva Lamboia, Maria Eliza Espindola, Sabina Helena Silva de Carvalho Rodrigues, Rodrigo Guarnieri, Fernando Blos Sunara, Luciano Henrique da Silva, Alyson Alves Pereira, Paulo Aparecido Ribeiro Gusmão, Fernanda Cavalcante Fon Soares, Carla Gabriella Grah Sens, Gisele de Fatima Zanette Sarro Soares, Marina Bretas Duarte Morais, Bruno Henrique da Silva Oliveira, João Paulo Rodrigues Reis, Fernanda Simoes Cavalcante Maenishi, Daniele Adriana Stanislowski e Alexandre da Silva Henrique.

CSJT

Antes, porém, da posse oficial no TRT, o Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) realizou uma solenidade de abertura telepresencial, ocasião em que a presidente do CSJT e do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministra Maria Cristina Peduzzi, saudou os novos juízes. Além do TRT-RO/AC, outros 21 tribunais também receberam novos juízes, a maioria por meio do Procedimento de Remoção. Dos removidos, 19 foram da TRT da 14ª Região.

Devido ao luto de três dias decretado em decorrência do falecimento do ministro do TST e ex-conselheiro do CSJT, Walmir Oliveira da Costa, Peduzzi conduziu a cerimônia rendendo homenagens ao saudoso ministro. “Na condição de conselheiro, além do brilhantismo, da inteligência e da disposição intelectual, ele relatou importantes matérias, deixando relevante contribuição”, registrou.

Na sequência, a ministra ressaltou os desafios encarados na condução do Procedimento Unificado de Remoção e do Concurso Nacional Unificado da Magistratura do Trabalho, como também desejou as boas-vindas aos novos integrantes da Justiça do Trabalho.

Posse no TRT14

Após dar a posse a cada um dos 19, a presidente do Regional, desembargadora Maria Cesarineide de Souza Lima, também manifestou a solidariedade do Tribunal com os parentes e amigos do ministro Walmir Costa, que era o único representante da região norte junto ao TST, oriundo do Pará, além de ter integrado a banca do concurso nacional.

Em seguida, saudou os empossados e seus familiares, enfatizando que encontrarão um judiciário em transformação para se adaptar à nova realidade. “Fruto da dedicação de nossos juízes e servidores, pois passado pouco mais de um ano do início da pandemia, estamos funcionando exclusivamente de forma remota, sem perder uma das marcas que mais nos orgulhamos – a celeridade na entrega da prestação jurisdicional”, completou a presidente.

“Se antes, o juiz já era exigido, hoje ainda mais, na medida em que é preciso lidar com as inovações tecnológicas, planejamento estratégico, gestão de processos e pessoas, sem se descuidar da necessidade de constante atualização dos conhecimentos jurídicos”, reforçou.

Superação e perseverança

Em nome dos empossados, o agora juiz do Trabalho Substituto Alexandre Moreira dos Santos Almeida descreveu em seu discurso as dificuldades e desafios enfrentados no processo de aprovação e trâmite do certame, o qual sofreu várias intercorrências.

“Muitos colegas, amigos e parentes já nem acreditavam que seríamos empossados, e que, ao final, teríamos que prestar outros concursos. Entretanto, superadas todas estas dificuldades, conciliando todos os interesses em jogo, o CSJT, atuando conjuntamente com todos os Tribunais Regionais do Trabalho, conseguiu resolver todas as pendências”, relatou.

Alexandre frisou que o TRT14 pode esperar dele e de todos os colegas nada menos que comprometimento, humildade, empatia, dedicação, retidão e felicidade.

“Somente com a experiência do dia a dia é que nos tornaremos melhores magistrados, conseguindo enxergar com melhor perspicácia o que está sendo discutido nos autos, bem como as nuanças nos depoimentos das partes e das testemunhas”, salientou.

Boas-vindas

A procuradora-chefe da Procuradoria Regional do Trabalho da 14ª Região, Camilla Holanda Mendes da Rocha, parabenizou os novos magistrados que atenderam ao chamado da Justiça do Trabalho. “Aqui vossas excelências encontrarão um povo acolhedor e encontrarão muita realização profissional, pois esse povo precisa da Justiça do Trabalho, cada vez mais. Aqui vossas excelências encontrarão um Ministério Público do Trabalho aguerrido, combativo, e comprometido na promoção do trabalho decente e portanto, incansável parceiro da Justiça do Trabalho”, anotou.

Em nome da advocacia trabalhista rondoniense, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Rondônia (OAB/RO), Elton José Assis, saudou os juízes empossados e pregou a unção de esforços para superar a crise atual. “É necessária uma postura compreensiva por parte de todos, eis que os desafios impostos pela pandemia são absorvidos em variadas medidas por todos indistintamente”, pontuou.

“Momentos de crise, como aqueles que decorrem duma pandemia da magnitude que hoje vivemos, têm o efeito de abalar as relações trabalhistas, impondo aos juristas da área a árdua missão de interpretar a legislação posta à luz da realidade vivida”, ressaltou o presidente da OAB/RO.

Pela Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Acre (OAB/AC), o secretário-Geral André Marques também deixou a mensagem da classe. “Desejamos sucesso e sabedoria no exercício do cargo, rogando-lhes que muitos sejam lotados no estado do Acre, especialmente no nosso interior, para que seja dado necessário andamento nas unidades judiciárias”, afirmou.

A Amatra 14, representada pelo seu presidente, o juiz do Trabalho José Carlos Hadad, cumprimentou os empossados e demonstrou a alegria de receber os novos colegas. “Esse sentimento que permeia a todos, de fazer justiça, de fazer a diferença, a vontade de fazer o melhor, é um sentimento que deve permanecer. A magistratura é esse amor que abraçamos, é esse amor que deve permanecer”, declarou.

Os desembargadores integrantes da Corte também deram as boas-vindas aos magistrados e manifestaram votos de sucesso e felicidades em suas atividades.