20.3 C
Rio Branco
24 junho, 2021 1:18 am

Bolsonaro diz que o que acontece na CPI ‘é um crime’, com ‘vagabundo inquirindo pessoas de bem’

Presidente atacou o relator da comissão, Renan Calheiros (MDB-AL), sem citar o nome do senador. Na véspera, Flávio Bolsonaro usou o mesmo termo para se referir ao parlamentar

POR G1 AL

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse, nesta quinta-feira (13) em Alagoas, que “é um crime” o que acontece na CPI da Covid, em que, segundo ele, há “vagabundo inquirindo pessoas de bem”. O xingamento é o mesmo usado pelo filho do presidente (veja vídeo abaixo), senador Flavio Bolsonaro (Republicanos-RJ) para atacar o relator da comissão, Renan Calheiros (MDB-AL), na quarta-feira (12).

“Se Jesus teve um traidor, temos um vagabundo inquirindo pessoas de bem no país. É um crime o que vem acontecendo com essa CPI. Mas o que interessa são as boas ações”, declarou Bolsonaro.

O presidente não citou o nome de Renan, mas, na sequência, apoiadores gritaram “Renan, vagabundo”. Mais cedo na cerimônia, o presidente fez um sinal positivo e acenou para os apoiadores que fizeram o mesmo ataque ao senador alagoano.

Em seguida, ainda sem falar o nome de Renan, Bolsonaro disse que “o recado que tenho para esse indivíduo: se quer fazer um show, tentando me derrubar, não o fará. Somente Deus me tira daquela cadeira”, em referência à cadeira presidencial.

Antes da cerimônia de Bolsonaro, na abertura da sessão desta quinta da CPI, Renan afirmou que a resposta aos ataques era “aprofundar essa investigação” feita pela CPI, e que a ida do presidente a Alagoas era “uma evidente provocação a esta comissão parlamentar de inquérito”.

Leia mais em G1, clicando AQUI.

 

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.