30.3 C
Rio Branco
8 junho, 2021 6:30 pm

Ex-juiz eleitoral do Acre compara teoria de fraude nas urnas com terraplanismo

Giordane Dourado reforçou o voto impresso é muito mais frágil em confiança

POR LEANDRO CHAVES, DO CONTILNET

O ex-juiz eleitoral do Acre, Giordane Dourado, afirmou que a teoria de que existem fraudes nas urnas eletrônicas brasileiras é “puro terraplanismo na arena democrática”. A declaração foi dada em seu perfil no Facebook.

Nos comentário, ele foi provocado por alguns seguidores, que questionaram o motivo pelo temor do voto impresso. O ex-juiz respondeu que a impressão do voto é mais frágil em confiança.

“Todo sistema humano pode ser falho e vulnerável. O que ocorre são graus de confiabilidade. A urna eletrônica é o sistema com mais fases de controle”.

Notícia atualizada às 22h43min, após o ContilNet ter recebido um ofício assinado pelo Vice-presidente e Corregedor Regional Eleitoral, Luís Vitório Camolez, informando que o magistrado Giordane de Souza Dourado, não mais exerce a jurisdição eleitoral desde 17 de dezembro de 2020, quando apresentou pedido de renúncia à Presidência do TRE do Acre, homologado pela Corte Eleitoral mediante o Acórdão nº 6.329/2021, publicado na edição nº 24 do Diário da Justiça Eletrônico do TRE-AC, em 08/02/2021.