18.3 C
Rio Branco
24 junho, 2021 7:10 am

“Fui a um psiquiatra”, lembra Portiolli sobre fase difícil da carreira

Em entrevista a Otaviano Costa, o apresentador falou sobre a época em que foi colocado na geladeira por Silvio Santos por um ano

POR METRÓPOLES

Na última quinta-feira (13/5), o apresentador Celso Portiolli relembrou momentos difíceis de sua vida pessoal e profissional.

Em entrevista a Otaviano Costa, no Otalab, ele contou sobre a época em que foi deixado na “geladeira” por Silvio Santos.

“Lembro uma época em que fiquei mais de um ano fora do ar. Comentei com minha mulher que estava triste. Achava que não voltaria mais a fazer TV . Minha situação estava terrível. Achei que pudesse ser depressão e fui a um psiquiatra”, disse.

Depois de um tempo, após uma viagem de um mês e ajuda médica, Portiolli conseguiu se recuperar e voltar às telas.

“Voltei e falei para o doutor que não sofreria mais pelo que os outros faziam por mim e sim pelo que eu fizesse de errado em algum momento. Tirou meu remédio e nunca mais fiquei mal. Foi um sofrimento grande, mas parei de sofrer”, completou.

Sobre a relação com o dono da emissora em que trabalha, Silvio Santos, Celso disse considerar um relacionamento de pai e filho, e entregou já ter levado broncas.

“Já tomei cada bronca (…) Quem me ensinou muito a ser um profissional tranquilo, não ligar para a fama, a ser um cara que conversa com todo mundo foi ele”, afirmou.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.