30.3 C
Rio Branco
14 junho, 2021 4:10 pm

Jonas Lima diz que retirou nome da CPI da Educação após pedido de grupo político

"Eu não estou insatisfeito com meu partido e não vou sair dele", disse ao negar informações sobre sua suposta saída do partido

POR EVERTON DAMASCENO, DO CONTILNET

Ao comentar a retirada do seu nome da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura supostas irregularidades na Secretaria Estadual de Educação, Cultura e Esportes (SEE), instaurado na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), o deputado Jonas Lima (PT) disse que não conversou com o governador Gladson Cameli sobre o assunto.

O parlamentar disse que a retirada do seu nome foi um pedido do seu grupo político, ao qual faz parte o prefeito de Mâncio Lima, Isaac Lima, também do PT.

“Eu não me vendi por cargos e não conversei com o governador sobre isso. Eu decidi tirar meu nome porque foi um pedido do meu grupo político. Estou falando isso aqui para que a imprensa esqueça o meu nome”, disse o político.

Jonas também desmentiu informações sobre a sua suposta saída do Partido dos Trabalhadores (PT). O deputado disse que um de seus assessores teria dado a notícia à imprensa e que está investigando quem é o responsável por transmitir a informação inverídica.

“Eu não estou insatisfeito com meu partido e não vou sair dele. Estou em busca de saber qual assessor deu essa informação que não é verdadeira. Se o veículo de comunicação tivesse me procurado para comentar o assunto, eu teria falado a verdade”, encerrou.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.