31.3 C
Rio Branco
18 maio, 2021 12:55 pm

MC Mirella e modelo são investigadas por suposto envolvimento rede de prostituição

Em um dos áudios divulgados pela Polícia Federal, Núbia Óliiver surgiu pedido para que não usassem o nome dela.

POR RD1

A conhecida modelo Núbia Óliiver, de 47 anos, está no centro de uma grande polêmica. Ela está sendo investigada por um suposto envolvimento em uma rede de prostituição internacional, segundo informou a Polícia Federal ao Fantástico, da Globo.

O esquema foi revelado pelo jornalístico, exibido neste domingo (2), e mostrou que a famosa estaria supostamente ajudando a selecionar mulheres que seriam levadas para fora do país para entrarem em rede de prostituição. Em um dos áudios divulgados pela Polícia Federal, Núbia Óliiver surgiu pedido para que não usassem o nome dela. “Umas meninas vão te ligar aí. Essas eu sei que são do Rio de Janeiro. Só não usa meu nome. Como a gente é muito conhecida, gera fofoca”, disse a modelo.

Agentes, então, fizeram busca e apreensão no apartamento da modelo. A defesa dela afirmou que não vai se pronunciar no momento. O esquema de tráfico de mulheres seria comandado por Rodrigo Cotait, 44 anos. A jovens traficadas eram selecionadas, principalmente, por número de seguidores nas redes sociais e títulos, como o de miss.

“Só mando viajar quem tem selo de qualidade, comprovei o material”, declarou Cotait em um dos áudios interceptados pela polícia. O homem foi preciso na semana passada. Ele passou por audiência de custódia e vai responder por tráfico internacional de mulheres para fins de exploração sexual. A defesa dele disse que o mandado de prisão era ilegal e que espera que a Justiça seja reparada.

MC Mirella também foi investigada pela Polícia Federal, mas ficou constatado que ela seria mais uma das vítimas. Houve uma tentativa de aliciamento da funkeira quando ela tinha entre 16 e 17 anos.

“Paguei em cash. Quando tinha 17 anos”, afirmou Cotait em outra gravação obtida pela polícia. Segundo a advogada de Mirella, Adélia Soares, ela é apenas testemunha e vítima. “Tentaram levá-la, mas não se concretizou o crime”, declarou a ex-BBB ao Fantástico.