19.3 C
Rio Branco
12 junho, 2021 6:21 am
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

PRF-MS barra estrangeiros e carga de 20 milhões em drogas

POR LÚCIO BORGES - CORRESPONDENTE EM MS

TERENOS (MS) – A PRF-MS (Polícia Rodoviária Federal em MS) barrou uma carga de 20 milhões em drogas já chegando próximo de Campo Grande, mas ainda em estrada passando pelo município de Terenos, que fica apenas 31 km da Capital. Os agentes, além de pasta base de cocaína apreendida em um ônibus intermunicipal de viagem, descobriu que a maioria dos passageiros eram de estrangeiros ilegais, entrando no Brasil. O flagrante aconteceu na BR-262, na região Terenense, durante fiscalização de rotina neste domingo.

Segundo a divulgação da PRF, eles apreenderam mais de 167 quilos de pasta base de cocaína que eram transportados em ônibus com passageiros bolivianos. “De 34 pessoas no veículo, 27 não tinham documentação para entrada regular no Brasil. A droga encontrada com eles foi avaliada em mais de R$ 20 milhões”, anunciou a polícia.

Conforme a PRF, a rotina policial de fiscalização mostrou ou entregou os criminosos. ”Ao serem parados, o motorista e o auxiliar dele ficaram nervosos e despertaram a desconfiança dos policiais. Em vistoria foram encontrados 160 tabletes de pasta base de cocaína. A droga estava dividida em cinco mochilas guardadas no interior de um compartimento interno da parte traseira do ônibus de viagem”, explicou a PRF.

Além do entorpecente, os policiais descobriram que o veículo levava 34 bolivianos para São Paulo e que 27 deles não tinham documentação de autorização para entrada no País. “Todos foram encaminhados para a Polícia Federal de Campo Grande, que iria proceder o encaminhamento de repatriação dos irregulares”.

Confessaram, mas não sabiam de quem era a droga

Após “se entregarem”, o motorista e o auxiliar, confessaram aos policiais que estavam trabalhando de “free lancer” e foram contratados pela empresa para realizar a viagem de Corumbá até São Paulo.

Contudo, os proprietários das malas não foram identificados e diante da irregularidade, os passageiros e os motoristas foram levados para a Polícia Federal de Campo Grande.