20.3 C
Rio Branco
18 junho, 2021 7:17 am

Políticos de diferentes partidos fazem homenagens a Bruno Covas

Governador de São Paulo, João Doria (PSDB), prestou solidariedade à família de Bruno e afirmou que 'São Paulo terá sempre muito orgulho desse filho querido'

POR CNN BRASIL

Diversas personalidades do mundo político lamentaram a morte do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), aos 41 anos, neste domingo (16).

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), prestou solidariedade à família de Bruno e afirmou que “São Paulo terá sempre muito orgulho desse filho querido”.

“Tive a honra de tê-lo como vice, na prefeitura de São Paulo. E a alegria de ver seus ideais e realizações aprovados nas eleições de 2020. Bruno Covas era sensível, sereno, correto, racional, pragmático e ponderado. Voz sensata, sorriso largo e bom coração. Bruno Covas era esperança. E a esperança não morre: ela segue, com fé, nas lições que ele nos ofereceu em sua vida. Muito obrigado, Bruno. Você foi e continuará sendo para todos nós, um eterno exemplo”, afirmou o governador em nota.

Ricardo Nunes (MDB), prefeito em exercício, afirmou que Covas é referência de integridade, companheirismo e generosidade. “A dor toma conta, perder um amigo, um irmão[…]dói muito”.

O presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, disse que a morte de Covas deixa a certeza de que “é possível fazer política sem ódio, fazer política falando a verdade”. Araújo ressaltou que, assim como o avô, o ex-governador de São Paulo Mário Covas, Bruno “jamais se omitiu, deixou-se abater ou desistiu diante das dificuldades”. “Também como o avô, nos fará uma enorme falta”, escreveu.

Ex-presidentes

Michel Temer (MDB) disse que com a morte do prefeito de São Paulo, “vai embora parte da nossa esperança”. “Tão jovem, tão afável, tão idôneo”, ressaltou o emedebista.

Dilma Roussef (PT) escreveu que o Brasil perdeu um dos seus “promissores lideres políticos” e manifestou sentimentos à família Covas.

Ministros de estado

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, classificou Covas como bem-humorado, inteligente e possuidor de espírito público e disse que o prefeito deixa um legado de trabalho e de amor a São Paulo e ao país.

Fábio Faria, ministro das Comunicações, lembrou da época que foi colega de Covas na Câmara dos Deputados e pediu que Deus conforte os familiares e amigos do prefeito.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.