24.3 C
Rio Branco
8 junho, 2021 10:09 pm

Prefeitura realiza live em alusão ao dia“D” de combate a exploração sexual de crianças e adolescente

POR ASCOM

A Prefeitura de Cruzeiro do Sul, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, por meio do Centro de Referência Especializado na Assistência Social (Creas), realizou na noite desta terça-feira, 18 de maio, uma live em alusão ao “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”. A Campanha ocorre desde o início do mês, com ações informativas, através dos meios de comunicação, redes sociais e distribuição de panfletos educativos, abordando a importância das denúncias. Durante o evento, realizado no Centro da cidade, a Catedral de Nossa Senhora da Glória foi iluminada com as cores representativas da campanha.
O vice-prefeito Henrique Afonso participou da atividade, acompanhado da Secretária Municipal de Desenvolvimento Social Delcimar Leite, do coordenador do Creas Madson Cameli, dentre outras autoridades representando as instituições que compõe a rede de proteção a criança e ao adolescente, como Juizado, Ministério Público, Conselho Tutelar, Deam (Delegacia Especializada no Atendimento do Menor e da Mulher), Cras, Conselho dos Direitos da Criança, Casa Abrigo Fundação Betel, Secretaria de Educação e SEASDHM. Durante a live, o coral do Conservatório de Música do Juruá realizou apresentações alusivas a data.
De acordo com o coordenador do Creas, Madson Cameli, o trabalho desenvolvido pela prefeitura durante a campanha, em conjunto com os demais órgãos, tem como principal objetivo encorajar e motivar as pessoas a denunciarem práticas abusivas contra crianças e adolescentes. “Esse tipo de violência é crime, e nós temos a função de divulgar e levar informações pra população, para entenderem a gravidade dessa situação. O Creas, que representa a gestão, leva os cuidados e ação especializada da nossa equipe técnica, formada por assistente social e psicóloga, que cuidam diretamente das vítimas e de seus familiares”, destacou Madson Cameli.
A Secretária Municipal de Desenvolvimento Social Delcimar Leite explicou que a campanha é fundamental para alertar a sociedade sobre a ajuda que cada pessoa pode prestar. “A Secretaria de Desenvolvimento Social tem um papel muito importante. Hoje é o dia “D”, mas convivemos com isso diariamente. Essa é uma campanha realizada a nível nacional, e estamos mostrando a importância de a família ficar atenta e denunciar, que os pais fiquem atentos a tudo, e nós estamos a disposição para ajudar”, relatou a secretária.
O Delegado Lindomar Ventura enfatizou que atualmente, existem números expressivos de denúncias relacionadas ao tema, e com a junção de todos os órgãos, a rede atua diretamente nos casos desta natureza. “A polícia civil está imbuída neste trabalho e esperamos que possamos a cada ano melhorar. Temos grandes desafios, e contamos com todos, principalmente com a sociedade, que é através das denuncias que vamos combater”, enfatizou o delegado.
A rede de proteção a criança e ao adolescente é composta por vários órgãos, cada um executando um papel fundamental, como explicou o promotor de justiça Leonardo Santos. “A promotoria tem o papel de atuar junto com a rede. Essa campanha encara um problema que ocorre com frequência em todo país, e não é enfrentado por uma instituição apenas, mas pela rede de atendimento como um todo”, destacou o Promotor Leonardo Santos.
Para o Juiz da Vara da Infância e da Juventude, Dr. Marlom Machado, a responsabilidade por esses casos não é apenas do judiciário, do Promotor de Justiça, e dos demais órgãos, mas também é da sociedade. “Cabe a cada um denunciar, cabe a sociedade levar os fatos as autoridades competentes, como o conselho tutelar, ao delegado de polícia, para que eventualmente esse cidadão seja punido e essa criança reintegrada na sua família, para usufruir de tudo que a lei garante a ela”, alertou o juiz.
O vice-prefeito Henrique Afonso enfatizou o papel da prefeitura diante deste contexto, e destacou as ações que ocorrem diariamente na luta contra a exploração e combate a violência sexual contra crianças e adolescentes. “O papel da prefeitura é exatamente garantir políticas públicas para que realmente possamos ter o engajamento na luta contra a exploração sexual e infantil, onde possamos ter uma sociedade bem melhor”, relatou o vice-prefeito Henrique Afonso.
O que é o Dia 18 de maio
A Campanha ocorre em todo Brasil, instituída pela Lei Federal 9.970/00 , após um crime bárbaro, conhecido como “Caso Araceli, que ocorreu nesta mesma data em 1973, na cidade de Vitória (ES),  quando uma menina de apenas oito anos de idade, teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. O crime, apesar da comoção nacional e de sua natureza hedionda, até hoje está impune.