28.3 C
Rio Branco
3 agosto 2021 12:03 pm

Atriz pornô tem prisão requerida pelo MP após não cumprir medida cautelar

Laryssa 'Rafa Zaqui' Oliveira fazia parte da produtora de filmes Brasileirinhas

POR IG

Laryssa Oliveira, mais conhecida pelo nome de Rafa Zaqui, teve a prisão preventiva requerida pelo Ministério Público de São Paulo nesta sexta-feira (18).

 A atriz de filmes pornográficos é acusada de tráfico de drogas desde 2016, quando foi pega portando substâncias ilícitas em São Vicente, no litoral paulista.

O pedido de prisão ocorreu após a mesma, que responde ao processo em liberdade, não comparecer a todos os atos processuais.

Em 2016, quando foi presa com entorpecentes, Laryssa relatou que estava comprando drogas, não traficando. Entretanto, a promotoria apontou que a quantidade de drogas “demonstraram a finalidade de tráfico”.

Após isso, ela revelou que vendia drogas para complementar a renda de atriz pornô.

À época, a atriz foi presa em flagrante, ficou três dias detida, mas um juiz acatou pedido do advogado de Laryssa e concedeu alvará de soltura [liberdade provisória].

Todavia, ela deveria cumprir medida cautelar e não poderia sair da cidade — o que não foi cumprido.

Procurado, o advogado de defesa de Laryssa, João Carlos de Jesus Nogueira, disse que não sabe onde a atriz está — e mais — que não presta mais serviço para a mesma.

“Ela está em local não sabido. Muitas pessoas acabam confundindo a liberdade processual com absolvição, e com isso acabamos perdendo contato. Muito embora tenha meu nome no processo, a representando, infelizmente perdi o contato com ela”, pontuou ele, em entrevista ao G1.

Em 2016, Laryssa ‘Rafa Zaqui’ Oliveira fazia parte da produtora de filmes Brasileirinhas.

O site de conteúdo erótico informava que a moça tinha procurado a produtora e após testes acabou aprovada.

À época, ela já tinha gravado diversos filmes e se tornando um nome cobiçado no ramo.

 

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.