20.3 C
Rio Branco
22 julho, 2021 11:01 pm

Bolt acredita que seus recordes não serão quebrados em Tóquio

Jamaicano diz que safra atual não está no nível para superar tempos nos 100m e nos 200m

POR GE

Usain Bolt não acredita que seus recordes estejam ameaçados nas disputas das Olimpíadas de Tóquio. Em uma live no perfil oficial do Comitê Olímpico Internacional, o ex-velocista jamaicano disse duvidar que suas marcas caiam nos 100m e nos 200m no Japão.

– Estou muito confiante (que as marcas permaneçam intactas). Não estou dizendo que não vai acontecer. Mas não acho que a safra que estou observando esteja no nível (para superar) 9s58 ou 19s19. Então, vamos ver o que acontece.

Os recordes mundiais de Bolt permanecem intactos desde o Mundial de Berlim, em 2009. O jamaicano também detém os recordes olímpicos da prova: 9s63, nos 100m em Londres 2012, e 19s30, nos 200m em Pequim 2008.

Bolt, porém, aponta um favorito para o ouro nos 100m em Tóquio. Para o jamaicano, Trayvon Bromell chega ao Japão como o homem a ser batido. No início deste mês, o americano marcou o melhor tempo do ano, com 9s77.

– Ele realmente deu um passo à frente e mostrou que está pronto e em forma. Enquanto ele estiver bem, deve permanecer no topo. Mentalmente, é muito difícil. Se você cometer um erro nas finais dos 100m, pode ser a sua queda. Então, vamos ver o que acontece – disse Bolt.

Além das três medalhas de ouro consecutivas nos 100 e 200m em Pequim 2008, Londres 2012 e Rio 2016, Bolt ainda subiu ao lugar mais alto do pódio duas vezes no revezamento 4x100m. Suas históricas marcas de 9s58 nos 100m e 19s19 nos 200m são até hoje os tempos a serem batidos.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.