20.3 C
Rio Branco
29 julho 2021 11:12 am

Britney Spears: cantora que passou por anos de abusos recebe apoio no Brasil

No Dia do Orgulho LGBTQIA+, projeção pedindo a "liberdade de Britney" ganhou destaque

POR IG

Na noite de segunda-feira (28), dia em que é celebrado o Orgulho LGBTQIA+, o Congresso Nacional recebeu uma projeção com as cores do arco-íris – símbolo da comunidade.

Entretanto, mais do que isso, a manifestação de apoio também contou com um “Free Britney”, alusão ao movimento que visa entregar à cantora norte-americana o controle de sua vida novamente .

As imagens circularam nas redes sociais. Na sequência, Madu Krasny, mestre de cerimônias do 18º seminário LGBTQIA+ do Congresso Nacional, confirmou que esta e outras homenagens foram feitas nas projeções. “Essa foi apenas uma de muitas homenagens que preparamos”, escreveu ela no Twitter.

Considerada um ídolo para integrantes da comunidade queer, a cantora luta na Justiça pelo direito de administrar sua própria carreira e finanças, que, desde 2008, encontra-se sob tutela de seu pai, Jamie Spears.

Em recente declaração ao júri, ela revelou que era medicada com tarja preta irregularmente, tinha seus direitos reprodutórios controlados e que seu pai sentia prazer em castigá-la.

“Eu só quero minha vida de volta. Já se passaram 13 anos, é o suficiente. Faz muito tempo que eu não tenho o meu dinheiro. É meu desejo e meu sonho que isso acabe. […] Não está certo me forçar a fazer algo que eu não quero fazer. Eu realmente acredito que essa tutela é abusiva. Eu não sinto que posso viver uma vida plena”, desabafou.

Após pressão do fãs da cantora, Jamie Lynn Spears saiu em defesa da irmã.

“Minha irmã sabe que eu a amo e a apoio. Essa é a única pessoa a qual devo qualquer coisa. Eu não sou minha família, eu sou eu mesma. Estou falando por mim mesma. Estou muito orgulhosa dela por usar sua voz, por solicitar um novo conselho, como eu já havia sugerido a ela há muitos anos. Ah, não em uma plataforma pública, mas em uma conversa pessoal entre duas irmãs. Estou muito orgulhosa que ela tenha dado esse passo”, declarou em seu perfil no Instagram.

“Se encerrar a tutela e voar para Marte ou seja lá o que for mais que ela quer fazer para ser feliz, eu a apoio completamente porque eu apoio minha irmã, eu amo minha irmã. Sempre amei. Contanto que ela esteja feliz. Então, vamos continuar orando. É isso”, completou.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.