30.3 C
Rio Branco
17 junho, 2021 1:56 pm
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Covid em alta, mas festa clandestina é pega com bebidas e armas

Guarda Municipal e Polícia Militar flagraram mais uma vez, uma festa clandestina

POR LÚCIO BORGES ORTEGA - CORRESPONDENTE MS

DOURADOS (MS) – O Lockdown vigora desde o último domingo (30) até o próximo sábado (12) e ainda mesmo com UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) de Dourados ainda lotadas, com pessoas sendo transferidas para outros Estados,  a quem se considere invencível e fora da Lei. Assim, equipes da Guarda Municipal (GM) e Polícia Militar (PM) flagraram mais uma vez, uma festa clandestina, na noite deste sábado (5), durante Operação Saturação Covid-19 , no município “fechado” a 250 km da capital Campo Grande.

A festa, sendo clandestina, estava irregular e em pratica de crime contra decreto municipal e normas sanitárias, no bairro João Paulo II. Com isto foi barrada, fechada e no local os agentes da Segurança, apreenderam até revólver, bebidas e a iluminação de DJ.

“Dessa vez além de muitas bebidas alcoólicas, entre as quais uísque importado e cerveja, a fiscalização encontrou uma arma de fogo, aparelhagem de som, iluminação de DJ e presença de menores. Equipes da GM e do Grupamento Especial Tático de Motos (Getam) da PM, por volta das 21h, foram empenhados para deslocarem até o bairro João Paulo II em uma festa clandestina”, registrou a PM-MS.

A policia ratificou que no local haviam ao menos 20 jovens que estavam aglomerados, ingerindo bebidas alcoólicas, não usando máscara de segurança, fumando narguilé e perturbando os vizinhos. “Todos em total desrespeito ao lockdown e as medidas de biossegurança para conter a Pandemia do novo coronavirus na cidade”, disse assessoria da GM.

Material apreendido e presos

Segundo boletim de ocorrência, foram localizados e aprendidos um revólver calibre 38 carregado com três munições, uma caixa de som JBL, diversas bebidas alcoólicas, aparelhos de narguilé, simulacro de pistola, espingarda de pressão. Também foi apreendido uma máquina de fumaça e iluminação de DJ.

Um grupo de adolescentes usava bebida alcoólica e uma mulher e outro homem foram identificados como os fornecedores das bebidas. Outro homem, de 35 anos, foi identificado como proprietário do local, organizador da festa clandestina e dono das armas.

O trio foi preso e encaminhados a Delegacia de Polícia Civil para os procedimentos legais. Todos vão responder pelo crime de desrespeitar medida sanitária para conter pandemia.

O dono das armas e do imóvel irá responder por porte ilegal de arma de fogo, bem como poderá ser multado em 90 UFERMS, aproximadamente R$ 3.600, pela realização da festa clandestina.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.