21.3 C
Rio Branco
25 julho, 2021 4:00 am

Covid, lesões e demissões: NBA vive dia maluco fora das quadras

Quarta-feira (16/6) movimentou os bastidores da principal liga de basquete do mundo

POR METRÓPOLES

A NBA viveu uma quarta-feira (16/6) agitada mesmo antes de Los Angeles Clippers e Utah Jazz entrarem em quadra para disputar um decisivo Jogo 5 pela segunda rodada dos playoffs do Oeste.

Entre os acontecimentos do dia, teve estrela afastada devido aos protocolos de Covid, desfalcando time por causa de lesão, técnicos e dirigentes demitidos e calouro sendo premiado.

A seguir, o Metrópoles te apresenta um resumo dos principais acontecimentos do dia e suas possíveis ramificações para o futuro próximo da liga. Confira:

Chris Paul afastado

Chris Paul e o Phoenix Suns são uma das principais histórias destes playoffs, conseguindo a primeira classificação para as Finais de Conferência da equipe do Arizona desde 2010.

Apostando em um basquete coletivo, com contribuições importantes de todo o elenco, CP3, aos 36 anos, é o grande general do time em quadra.

Porém, o empolgado torcedor dos Suns está segurando sua respiração após as notícias de que Paul foi afastado das atividades por tempo indeterminado devido aos protocolos sanitários da NBA contra a Covid-19.

Não se sabe se CP3 testou positivo para o vírus ou se teve contato com alguém infectado. E, segundo reportagem da ESPN, mesmo que já esteja vacinado, se tiver apresentado sintomas, o armador teria que cumprir os protocolos e ficar afastado da equipe.

Por quanto tempo CP3 desfalcará o Suns? Difícil dizer. No momento, a equipe descansa após varrer o Denver Nuggets, e aguarda o vencedor do confronto entre Clippers e Jazz.

Uma nova atualização sobre a situação do armador será fornecida pelo seu time no sábado.

A lesão de Kawhi Leonard

Após sair perdendo por 2 x 0 para o Utah Jazz, o Clippers apresentou dois excelentes desempenhos, liderados por suas maiores estrelas, Paul George e Kawhi Leonard.

O reservado ala da equipe vinha sendo um dos melhores jogadores desta pré-temporada, aliando volume e eficiência.

É por isso que a lesão no joelho que o tirou do Jogo 5 e, especula-se, pode lhe tirar do resto da série, representa uma verdadeira tragédia para os Clippers, franquia que, novamente, se vê desfalcada de um de seus principais jogadores nos playoffs.

Sem Kawhi, o teto da equipe californiana diminui consideravelmente e ela corre o risco de, pelo segundo ano da dupla PG/Leonard, ser eliminada antes do esperado.

Demissões

Não são apenas os técnicos brasileiros que sofrem com a dança das cadeiras no futebol. A quarta de NBA contou com nada menos que três demissões — dois treinadores e um gerente-geral.

Scott Brooks não conseguiu entrar em um acordo com o Washington Wizards e deixou a franquia após cinco temporadas.

No último campeonato, ele comandou a equipe da capital para um recorde de 34-38 e a 8ª colocação do Leste.

Após passar pelo play-in, foram eliminados em quatro jogos pelo Philadelphia 76ers. No total, Brooks deixa a equipe com um recorde de 183 vitórias e 207 derrotas.

Já Stan Van Gundy só ficou apenas uma temporada à frente do New Orleans Pelicans.

Segundo fontes, o estilo do treinador não teria agradado ao gerente-geral, David Griffin, e Brandon Ingram, uma das estrelas da equipe, também não estaria satisfeito.

Com as demissões de Van Gundy e Brooks, agora são seis equipes da NBA sem treinador: Washington, New Orleans, Portland, Boston, Indiana e Orlando.

No entanto, uma das demissões que prometem ter mais implicações para o futuro é a do gerente-geral Don Nelson, que estava no Dallas Mavericks havia 24 anos.

Segundo uma reportagem publicada pelo The Athletic dois dias antes da demissão, a comissão técnica dos Mavericks estaria vivendo momentos tumultuados, envolvendo Nelson, Haralabous Voulgaris, o diretor de pesquisa e desenvolvimento da franquia e Luka Doncic, principal estrela da equipe.

Luka estaria tendo problemas de relacionamento com Voulgaris. Apesar de, no momento, Nelson ter perdido a queda de braço, relatos de Kevin O’Connor, do The Ringer, dão contas de que Voulgaris pode ser o próximo a ser demitido dos Mavericks.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.