22.3 C
Rio Branco
5 agosto 2021 12:31 am
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Crescem 24% empresas da construção civil em MS, mas empregos reduzem em 10 anos

Profissionais trabalhando fez um caminho inverso e emprego na área caiu a 20,2%.

POR LÚCIO BORGES ORTEGA - CORRESPONDENTE MS

MATO GROSSO DO SUL (MS) – As empresas da construção civil cresceram 24% em Mato Grosso do Sul, nos últimos dez anos, mas ao invés de também gerar mais postos de trabalho, nesta década se reduziu os empregos. Os dados bons de um lado e ruim de outro saíram pela Pesquisa Anual da Indústria da Construção (Paic) 2019, divulgada nesta quinta-feira (17), pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

A amostra aponta período de 2009 a 2019 em número de empresas ativas no ramo em MS, período até que não compreende a crise da Pandemia da Coivd 19 de 2020/2021. A retração de profissionais trabalhando fez um caminho inverso e chega quase ao número de empresa criadas. O emprego na área caiu a 20,2%.

Conforme levantamento, em 2009 o Estado possui a 634 empresas abertas na área da construção civil e no final de 2019 contava com 786 empresas ativas no ramo. Apesar do crescimento, o Estado tem o menor número de empresas do setor de toda a região Centro-Oeste. Goiás possui 1.882 empresas, Mato Grosso 1.106, Distrito Federal 1.013.

Empregos – Já na ponta dos trabalhadores, o aumento de empresas, não significou mais gente trabalhando. O numero de pessoas ocupadas no setor apresentou uma ligeira queda. Atualmente 19.318 pessoas estão empregada no ramo em MS, uma diminuição de 7,12% na comparação com 2018, onde existiam 20.798 pessoas empregadas.

Na comparação com 2009, a retração é ainda mais expressiva, pois naquele ano havia, no estado, 24.107 pessoas ocupadas na construção, essa diminuição equivale a 20,2%.

Não ficou isolado

Mas, o Mato Grosso do Sul, não foi execeção, e a diminuição de trabalhadores da construção foi registrada em todo País. No Centro-Oeste houve uma queda de 18,6% de pessoas empregadas, e no Brasil a diminuição foi de 13,6% para o mesmo comparativo

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.