30.3 C
Rio Branco
14 junho, 2021 5:51 pm

Idoso de 76 anos com comorbidades no AC vence Covid após internação: “Vacina salva vidas”

O técnico aposentado teve que sair do interior do Acre para a capital acreana de avião, depois de complicações no quadro

POR EVERTON DAMASCENO, DO CONTILNET

O aposentado Sebastião de Lima Aragão, de 76 anos, natural de Tarauacá, foi mais um vencedor na luta contra o coronavírus. Infectado nos últimos dias de maio deste ano, ele chegou a ser internado com complicações da doença, mas se recuperou e já está em casa com a família.

Sebastião chegou a receber VNI/Foto: Reprodução

Seu Sebastião é muito conhecido na cidade de Tarauacá pelo trabalho que desempenhou por mais de 30 anos na Saúde, como técnico de enfermagem. Ele também já foi vice-prefeito da cidade do Jordão.

Em janeiro de 2020, quando a vacina contra o coronavírus chegou à Tarauacá, o idoso foi o primeiro a ser vacinado, por conta da idade e fazer parte da linha de frente. A família acredita que o imunizante tenha sido o seu principal escudo nessa batalha que já tirou a vida de mais de 1600 acreanos.

Sebastião, além de já ter uma idade avançada, tem algumas comorbidades que deixaram os familiares preocupados. Ele é diabético, hipertenso e tem o diagnóstico de enfisema pulmonar.

“Ficamos um pouco preocupados por conta da idade e das comorbidades. Mas ele conseguiu vencer, graças à força que tem e à vacina”, disse a neta, Suzy Aragão.

Seu Sebastião recebeu alta médica e se recupera em casa/Foto: Reprodução

O técnico aposentado teve que sair do interior do Acre para a capital acreana de avião, depois de complicações no quadro. Ao ser internado na Pronto Clínica, foi medicado e ainda passou pela Ventilação Não Invasiva (VNI), por conta da dificuldade para respirar. Depois de 7 dias, recebeu alta.

“Meu avô venceu esse vírus e nós estamos com o coração transbordando de gratidão por essa conquista. Nada paga. A vacina pode salvar vidas”, continuou a neta.

Em casa e sob os cuidados da família, Sebastião está recebendo fisioterapia e sendo devidamente medicado.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.