20.3 C
Rio Branco
29 julho 2021 10:35 am

Justiça proíbe MC Maylon de citar Anderson Leonardo do Molejo

Ainda de acordo com a decisão judicial, todas as publicações anteriores deverão ser excluídas

POR EM OFF, IG

Segundo a decisão final da juíza Ana Paula Azevedo Gomes, da 7ª Vara Cível de Campo Grande, no Rio de Janeiro, todas as publicações anteriores deverão ser excluídas, caso o contrário, Maylon poderá pagar multa de R$ 5 mil por dia de atraso.

De acordo com o UOL, o texto ainda define que o cantor do Molejo foi prejudicado por conta das acusações de abuso sexual supostamente sofrido pelo jovem de 21 anos. O jovem cantor poderá recorrer da decisão da juíza.

A defesa do pagodeiro protocolou no dia 21 de abril uma queixa-crime contra o funkeiro. De acordo com o advogado Eduardo Mello, recém-contratado para ampliar a defesa do cantor, medidas jurídicas foram adotadas contra Maylon. O MC também foi alvo de queixas por injúria e difamação.

“Constatei que medidas jurídicas além do acompanhamento do inquérito poderiam ser tomadas. A apresentação de notícia de crime foi uma delas, uma vez que existem inúmeras provas contra o MC Maylon. De fato, as suas atitudes são incoerentes para quem foivítima de um suposto estupro”, explicou o advogado em entrevista ao portal Metrópoles.

MC Maylon , de 21 anos, acusou Anderson Leonardo de estupro. O crime teria acontecido no dia 11 de de dezembro de 2020, em um motel em Sulacap, zona oeste do Rio de Janeiro. O pagodeiro negou as acusações, mas admitiu ter tido relações sexuais com o jovem de forma “consensual”.

vocalista do Molejo publicou um vídeo no Instagram agradecendo aos advogados pela vitória:

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.