26.3 C
Rio Branco
26 julho, 2021 9:10 pm
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Mãe se ‘descontrola’, xinga e morde PMs que faziam abordagem a filhos

PMs estavam averiguando roubo na região e os jovens tiveram atitude suspeita com a passagem da viatura

POR LÚCIO BORGES ORTEGA - CORRESPONDENTE MS

CAMPO GRANDE (MS) – Uma mulher de 45 anos, que se identificou como mãe de dois rapazes, acabou ela sendo presa, por desacato, ante que supostamente seus filhos poderiam ser presos no bairro Aero Rancho, região sul de Campo Grande. O fato na tarde desta segunda-feira (14), que foi em área popular e mais populosa da Capital, poderia ser rotina, mas a mulher se descontrolou, xingou e mordeu policial militar, em abordagem dos filho na porta da casa que seria a casa deles também.

Os PMs estavam averiguando roubo na região e os jovens tiveram atitude suspeita com a passagem da viatura da BPChoque da PM-MS (Polícia Militar de MS). O boletim de ocorrência aponta que os rapazes entraram na casa quando viram os policiais do Batalhão de Choque, o que despertou desconfiança dos policiais, que buscavam identificar autores de roubos que ocorreram no Aero Rancho, quando avistaram os jovens em frente de uma casa e em motocicleta.

Conforme a PM, desta forma, os policiais pararam e foram abordar os jovens ante suposta descrição dos bandidos, que era de dupla em moto e com camisas preta e vermelha, o que correspondia aos trajes dos dois. “Quando os policiais se aproximavam, ambos entraram para dentro da casa, mas foram chamados. Enquanto a abordagem ocorria, a mãe deles, a mulher saiu gritando e dizendo que os abordados eram seus filhos e já sem respeitar as orientações policiais ficou exaltada”, descreve o boletim.

Mesmo sendo advertida de que se tratava de uma abordagem e que se não houvesse nenhuma irregularidade em relação aos rapazes e à motocicleta todos seriam liberados, ela continuou exaltada e teria xingado os policiais. “Militares filhos da puta, policiais de merda e policiais de bosta”.

Partiu prisão

Com o desacato, foi dada voz de prisão a ela, que ainda resistiu chutando os policiais. E quando acabou sendo algemada, ela mordeu a mão de um dos militares. Sorte que o pm estava de luva.

Assim, a mulher-mãe, foi quem acabou sendo levada à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Cepol. Ela foi detida para esclarecimentos. Os filhos não foram presos.

O caso foi registrado como resistência e desacato.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.