21.3 C
Rio Branco
26 julho, 2021 4:18 am
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

MS é destaque na OPAS por ocupação de leitos em dia de mais milhares novos casos

Estado registra 67 óbitos pela covid-19 nas últimas 24 horas

POR LÚCIO BORGES ORTEGA - CORRESPONDENTE MS

CAMPO GRANE (MS) – O Mato Grosso do Sul não diminui sua crise na Pandemia da Covid 19 que explodiu a um mês. Milhares de casos, muitas mortes e lotação nas UTIs, que agora é destaque até na Opas (Organização Pan-americana da Saúde). Relatório da Opas traz MS como Estado com maior ocupação de leitos. A revelação foi feita pela secretária adjunta de Saúde, Chistine Maymone, na Live diária desta quarta-feira (16), que ocorreu a pouco, com a participação também do titular da SES (Secretaria de Estado de Saúde) Geraldo Resende.

Crhistine destacou que a Opas produz o relatório e acompanha a situação não só do Pais no geral, mas a cada Estado ou Estados que passam apresentar elevada crise sanitária.

Os dados atualizados das últimas 24 horas, marcam óbitos no Estado num total de 67 pessoas, que perderam a vida para coronavirus. Assim são confirmadas até o momento 7.636 mortes. Há elevação da média móvel de óbitos para 52,6 e coloca o Estado como o maior no número de incidência de mortes.

O número de infectados nas últimas 24 horas é de 1.789 novos casos, número, demonstrando alta em todos os municípios, com 380 casos na Capital e Ivenha em 2º com 196. Até o momento são 317.621 casos confirmados em MS.

UTIs

O total de internados é de 1.174, entre as redes públicas e privadas de saúde apresentando acréscimo. Já os pacientes que seguem em tratamento nas unidades hospitalares públicas são 440 em leitos clínicos, onde são tratados casos de menor gravidade e 420 em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), local em que estão os mais graves.

Lista de espera para os que aguardam por um leito de tratamento de covid no Estado, não para de subir, contribuindo ainda mais para o colapso já instalado na saúde. A Central de Regulação de Campo Grande tem 111 pessoas em lista de espera, com 93 na Capital. Central de Regulação de Dourados apresenta significativa queda, com 24 pacientes à espera de um leito.

Taxa de ocupação de leito covid em Campo Grande está em 112%, operando acima da capacidade, sendo necessários a criação de leitos improvisados.

E ainda se encontram aguardando para análise 2.758 amostras no Laboratório Central de Mato Grosso do Sul (Lacen) que está operando com sobrecarga.

Essas e outras informações sobre a pandemia no Estado, podem ser acompanhadas através do site: https://www.coronavirus.ms.gov.br/

** Em junho de 2020, especialistas da OPAS/OMS visitaram MS e conheceram a então estrutura do Lacen e Projeto Wolbachia.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.