20.3 C
Rio Branco
21 junho, 2021 11:45 am
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

No olho do furacão: PSL, o partido mais cobiçado do AC, aterriza na base Gladson

POR THIAGO CABRAL, DO CONTILNET

Assunto do dia

A coletiva da direção estadual do PSL, anunciando oficialmente a ida para a base do governo, deu o que falar. O partido, que tem o atual vice-governador, pode emplacar também o futuro vice.

Data marcada

O presidente do PSL no Acre, Pedro Valério, confirmou que o atual secretário de Saúde do Estado, Alysson Bestene, vai mesmo para o partido. O ato de filiação deve ocorrer no próximo dia 14 de junho, com a presença do vice-presidente nacional da sigla, Antônio Rueda.

Na disputa

Valério inclusive disse que quer Bestene como vice de Gladson em 2022. Quem também chega no PSL é o médico Eduardo Veloso, que é primeiro suplente do senador Márcio Bittar e deve disputar uma vaga na Câmara Federal.

Cobiçado

Sobrou até para o deputado federal Alan Rick (DEM) e para o senador Sérgio Petecão (PSD), que foram acusados por Valério de tentarem tomar o partido no Acre. Ambos já se pronunciaram, dizendo que isso nunca aconteceu.

Sem clima

Após o desembarque do PSL na base do governador Gladson Cameli, ficou difícil a situação do vice, Rocha, na legenda. O major, que faz oposição ao chefe do Executivo, não deve permanecer na agremiação.

Convite

Porém, o presidente estadual do partido disse que Rocha pode permanecer na legenda, basta querer. Pra isso, precisa apoiar a reeleição de Gladson ao governo. Será que fica? Aposto que não.

Bola fora

Mais uma vez o prefeito Tião Bocalom (PP) dá um declaração pouco cordial quando se refere aos vereadores. Dessa vez, em uma entrevista a um site local, chamou de “desmamados” os parlamentares que têm cobrado com mais afinco ações da Prefeitura.

Rebateram

Nas redes sociais, Michele Mello e Emerson Jarude, dois dos parlamantares que mais cobram do prefeito, se posicionaram. Michele classificou como “falta de respeito” a fala do gestor, já Jarude disse que sempre atuou com independência e que ele é fiscalizador. Ambos disseram não ter interesse em ter cargos na gestão.

Sem líder

Por falar no parlamento mirim, já estamos na metade do ano e o prefeito ainda não indicou um líder na Câmara. O papel da liderança é levar as demandas políticas das casas legislativas para o líder do Executivo, facilitando assim a resolução dessas demandas. É urgente que Bocalom melhore o diálogo com a Casa legislativa municipal, e isso passa pela escolha de um líder.

PEC do exército

A deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB) foi destaque na imprensa nacional nesta sexta (4) por conta de uma PEC de autoria dela. A Proposta de Emenda à Constituição quer impedir que militares da ativa ocupem cargos políticos em governos. Quem tiver até 10 anos de serviço vai precisar se afastar da atividade, já quem tem mais de 10 anos, deverá ir automaticamente para a reserva.

Apoios

O ex-presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ) declarou apoio à PEC nesta sexta (4) pelas redes sociais. Para tramitar na Câmara, a proposta precisa de 171 assinaturas, mas até o momento a parlamentar acreana conseguiu cerca de 80. Número que deve aumentar na próxima semana, já que em Brasília a insatisfação é grande após o Exército livra Pazuello de sanções por ter participado ao lado de Bolsonaro, de ato político no Rio de Janeiro.

Em construção

A senadora Mailza Gomes continua construindo e fortalecendo o seu nome para disputar a vaga do Senado nas eleições do ano vem. Nesta semana a senadora se encontrou com o presidente nacional do Progressistas, o também senador Ciro Nogueira. O presidente colocou à disposição da senadora a estrutura nacional do partido para fortalecer o mandato.

Imunização -quase- em massa

Gladson disse hoje, em entrevista a este site, que até setembro todos os adultos estarão vacinados contra a Covid-19 no Acre. Cravar uma data tão próxima é um tanto ousado já que estamos em junho e até agora o Acre vacinou apenas 15,64% da população com a primeira dose e só 6,39% recebeu a segunda dose. A não ser que compre a vacina, o governador pode ter dificuldade de cumprir essa promessa.

Sputinik V

Para quem não lembra, o AC chegou a oficializar a compra de 700 mil doses da vacina russa Sputinik V, mas a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) não autorizou a comercialização no Brasil. Inclusive, a autorização está sendo debatida hoje.

Não desistiu

Mas o governador não desistiu de comprar os imunizantes. Ele disse que continua trabalhando nisso, apesar de dizer que ainda não há uma decisão definitiva quanto ao imunizante que será adquirido

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.