32.3 C
Rio Branco
26 julho, 2021 1:04 pm
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Tiro ‘fantasma’ pega em partes baixas de assaltante que acaba preso em UPA

Paradeiro do autor dos disparos, o 'herói fantasma', não foi identificado. 

POR LÚCIO BORGES ORTEGA - CORRESPONDENTE MS

CAMPO GRANDE (MS) – Por essa não esperava uma dupla de assaltante, em encontrar um herói ou bala fantasma pelo caminho, que ajudou uma vitima de roubo a mão arma e conseguiu prender um dos criminosos. O jovem, identificado, Felipe Bernal Leite da Silva, 22 anos, foi preso neste sábado (12),  após assaltar uma pedestre e levar um tiro vindo “do nada” em rua do Bairro Caiçara, em Campo Grande. Ele e o comparsa até encerraram a ação e fugiram com disparos. Mas, o baleado, acabou detido ao procurar atendimento na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Leblon, bairro próximo do assalto e ‘tiro fantasma’.

Os PMs (policiais militares) ainda no local ouvindo a vítima do roubo, foram avisados que um homem deu entrada com ferimentos de tiro na UPA Leblon. A equipe foi até o local e encontraram Felipe Bernal Leite da Silva. Os médicos informaram que o disparo atingiu a nádega e transfixou a virilha, quase atingindo a área de lazer principal.

Conforme a polícia, a vítima registrou andar pela calçada, na Rua São Ciro, quando foi vitima de dois homens em uma moto. Eles apontaram uma arma e anunciaram o assalto. Fugiram com o celular dela, um Samsung J4. Mas, que ao entregar o aparelho ouviu “estampidos” e se agachou com medo, só então percebeu que havia alguém, não sabe da onde, atirando contra a dupla. Ela permaneceu parada no local enquanto os dois bandidos fugiam e eram perseguidos por moradores da região.

Contudo, os moradores não conseguiram capturar os assaltantes e acionaram a polícia. A PM-MS, registrou que os policiais, acharam que no meio da fuga, a dupla jogou a arma usada no crime na Avenida Albert Sabin. Os populares recolheram a pistola e descobriram que se tratava de uma arma de Airsoft.

Sem explicação

Os PMs encontraram Felipe na UPA e ainda mais azarado, ele ficou com o celular da vítima e não soube explicar como o celular estava em seu bolso ou como conseguiu o aparelho. A vítima também reconheceu o rapaz como um dos assaltantes.

Os funcionários da unidade de saúde relataram aos policiais que o paciente foi deixado no local por uma motocicleta Yamaha Fator 125. A placa foi repassada para os militares.

O jovem foi transferido para a Santa Casa sob escolta policial. O caso foi registrado como roubo majorado pelo concurso de pessoas na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Cepol.

Também sem explicação vai ficar o paradeiro do autor dos disparos, o ‘herói fantasma’, que não foi identificado.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.