24.3 C
Rio Branco
17 junho, 2021 9:43 pm
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Vídeo: homem é executado a tiros de fuzil na fronteira do Brasil com Paraguai

Jovem estava na linha fronteiriça entre Ponta Porã (MS) e Pedro Juan Caballero, no Paraguai

POR LÚCIO BORGES ORTEGA - CORRESPONDENTE MS

PONTA PORÃ (MS) –  O faroeste ou matança na já conhecida “terra sem Lei”, entre fronteira de Brasil e Paraguai, na divisa com Mato Grosso do Sul, registrou mais execução na tarde desta segunda-feira (31). Em Ponta Porã, a 323 km de Campo Grande, a cena ficou gravada por câmera de segurança, que pegou exato momento do homicídio contra Dener Antunes Pinto, 32 anos.

Dener, que seria ex-presidiário, preso com 20 quilos de cocaína em 2010, foi executado ontem, a tiros de fuzil e pistola. O destino final dele foi o mesmo de um irmão, a quase três meses atrás. Ambos eram acusados pela policia de serem traficantes de drogas.

Conforme aponta imagens, retirada do site Midiamax, o crime ocorreu no lado brasileiro em frente ao Shopping China, conhecida loja de Pedro Juan Caballero, cidade-gêmea de Ponta Porã. O rapaz ao que se parece vinha sendo “perseguido” no carro que estava, pois ao descer do mesmo, foi executado por bandidos de outro veiculo, que vinha logo atrás.

Dener, foi morto logo depois de descer de um Fox branco. O carro parou perto da esquina, Dener desceu do lado do passageiro e ficou conversando com o condutor. Em seguida surgiu uma SUV preta e se deram os tiros. Na imagem é possível perceber que dois criminosos atiraram, o que estava no banco de passageiro na frente, usando uma arma longa (fuzil) e outro que estava no banco traseiro, armado com pistola.

Assim que começaram os tiros, o condutor do Fox arrancou em alta velocidade com a porta do passageiro aberta e fugiu do local. O veículo com os pistoleiros parou do lado de Dener e o pistoleiro do banco de trás disparou mais tiros.

Saga da família 

O irmão de Dener, o empresário Davi Roney Souza Pinto, 42 anos, também foi executado na fronteira. O crime ocorreu no dia no dia 4 de março deste ano, na saída de Ponta Porã para o município de Antônio João.

Davi estava em uma caminhonete F-250 prata com placa de Dourados quando foi alvejado a tiros de pistola 9 milímetros. Ele tinha uma empresa de guincho e lava-rápido na cidade.

Fontes policiais afirmam que os dois irmãos eram ligados ao tráfico de drogas.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.