30.3 C
Rio Branco
21 julho, 2021 6:01 pm

80% dos empresários no AC acreditam em melhorias na economia ainda para 2021

Estudo foi realizado em conjunto entre Fecomércio/AC e Data Control Instituto de Pesquisas

POR ASCOM

Ao menos 80% dos empresários rio-branquenses disseram estar confiantes quanto a uma possível melhora da economia ainda em 2021. As informações são de pesquisa realizada na última semana pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Acre (Fecomércio/AC) em parceria com o Data Control Instituto de Pesquisas. O estudo, que abordou 101 proprietários e gerentes de estabelecimentos, também reforçou que 20% afirmaram não acreditar em nenhuma evolução econômica neste ano.

No levantamento, foram pesquisados os seguintes segmentos do comércio: vestuário (23%); farmácias (14%); peças para veículos (10%); móveis e eletrodomésticos (11%); veículos (10%); cosméticos e outros (9%); supermercados, materiais de construção, artigos de festa e outros (23%).

A pesquisa apontou que 30% dos empresários admitiram melhora no volume de vendas ainda no primeiro semestre deste ano; já uma parcela de 53% considerou as comercializações regulares. Além disso, 13% dos entrevistados disseram que os primeiros seis meses de 2021 foram ruins para vendas; outros 5%, que as vendas tiveram desempenho semelhante aos de 2020.

Dentre os fatores que teriam contribuído para os níveis de vendas do comércio no primeiro semestre de 2021, o atendimento dispensado ao cliente foi compensador para 29% dos empresários de Rio Branco. Outros 20% creditaram o bom desempenho de vendas do primeiro semestre à manutenção de preços competitivos conseguidos pelo comércio, assim como, às promoções realizadas, conforme outros 18%. Ainda com relação a este aspecto, 13% afirmaram acreditar na influência positiva relacionada a descontos nos preços de vendas e também 12%, sobre as novidades colocadas frente ao mercado consumidor. A pesquisa observou 9% que não se manifesta quanto a estes fatores.

Quanto à expectativa de vendas no comércio para o segundo semestre, 58,4% relataram sentimento positivo, enquanto 36% disseram acreditar em estabilidade e 6% em volume menor que o alcançado na primeira metade do ano. Em relação à estratégia de comércio para o aumento das comercializações, 53% garantiram que devem investir mais em propaganda. Para outros 21%, os investimentos em estoque são essenciais; outros 14% reiteraram que mais itens em promoção seriam suas apostas. O preço baixo e mais crédito para o cliente seriam estratégias para 10% e 3% dos empresários pesquisados.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.