34.3 C
Rio Branco
27 julho, 2021 3:26 pm

Bittar não concorda com aumento do fundo partidário e diz que vai pedir para Bolsonaro vetar projeto

POR REDAÇÃO CONTILNET

O relator geral do orçamento de 2021, senador Marcio Bittar (MDB), disse nesta quarta-feira (21) que vai pedir ao presidente Jair Bolsonaro que vete o aumento do valor destinado do Fundo Partidário.

O assunto ganhou repercussão na última semana, quando o novo aumento que pode fazer o valor chegar a R$ 5,7 bilhões, presente no Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) de 2022, foi aprovado na Câmara e no Senado.

“Sempre defendi as doações privadas com regras duras anticorrupção e fui voto vencido da última vez. Em tempos de pandemia, em que temos de apoiar milhares de brasileiros que perderam saúde e renda, precisamos resguardar ainda mais as verbas públicas”, argumentou.

Bolsonaro já disse nesta terça-feira (20) que vai vetar o projeto. Bittar voltou a defender doações privadas com regras duras, considerando que são capazes de evitar corrupção entre doador e eleito mais na frente.

“Na época eu perdi feio, mas continuo defendendo a doação privada porque acho injusto uma empregada doméstica ter que custear dinheiro para partido, uma vez que essa grana vem dos impostos que o povo brasileiro paga”, afirmou o senador ao site AcreNews.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.