29.3 C
Rio Branco
26 setembro 2021 8:37 pm

Ex-mulheres e ex-sogra são indiciadas por ajudar Lázaro Barbosa

Inquérito foi concluído e enviado para o Tribunal de Justiça na semana passada. Elas podem responder por favorecimento pessoal

POR METRÓPOLES

Última atualização em 26/07/2021 15:33

Goiânia – A Polícia Civil de Goiás concluiu uma das investigações sobre a participação de outras pessoas na fuga do bandido Lázaro Barbosa. Duas ex-companheiras e uma ex-sogra do criminoso foram indiciadas por favorecimento pessoal.

Lázaro foi morto em confronto com policiais militares goianos no final do mês passado no Entorno do Distrito Federal. Após cometer uma chacina em Brasília, ele passou 20 dias fugindo das forças policiais de Goiás, Distrito Federal e da União.

O Código Penal considera crime quando se ajuda o autor de um crime para que ele não seja alcançado pela polícia ou outra autoridade pública. A pena é de um a seis meses e multa.

Foram indiciadas a ex-sogra de Lázaro, Isabel Evangelista De Sousa, e as ex-companheiras, Luana Cristina Evangelista Barreto e Ellen Vieira da Silva.

O inquérito foi enviado ao judiciário no último dia 22/7, segundo o site do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO).

REPORTAGEM COMPLETA

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.