41.7 C
Rio Branco
21 setembro 2021 11:49 am

Governo lança projeto Educar para Reciclar em Plácido de Castro

POR ASCOM

Última atualização em 29/07/2021 17:15

O governo do Acre, por meio da parceria entre a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e das Políticas Indígenas (Semapi), o Instituto de Meio Ambiente (Imac) e o Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), lançou nesta quinta-feira, 29, o projeto Educar para Reciclar. A iniciativa conta com a destinação de lixeiras para reciclagem de lixo e une educação ambiental e ressocialização de pessoas privadas de liberdade.

A primeira prefeitura a receber lixeiras artesanais para coleta de resíduos e recicláveis foi a de Plácido de Castro. No total, foram enviadas 36 lixeiras, 26 na cidade e dez na Vila Campinas.

As lixeiras foram confeccionadas pelos reeducandos do Iapen, com madeira oriunda das apreensões de ilícitos ambientais realizados pelo Imac e Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA) da Polícia Militar (PMAC). Além disso, a equipe da Divisão de Educação Ambiental e Práticas Sustentáveis da Semapi atua na coordenação do projeto e realiza capacitações sobre coleta seletiva.

O titular da Semapi, Israel Milani, destacou que o projeto une cuidado com o meio ambiente, boas práticas e possibilita ainda a ressocialização de apenados. A iniciativa, segundo ele, será levada a outros municípios.

“Sem dúvida essa parceria tem dado certo; já fizemos o convite para que outras prefeituras possam aderir. Algumas já aceitaram, como as de Capixaba, Brasileia e Assis Brasil”, destaca Milani.

O prefeito de Plácido de Castro, Camilo da Silva, agradeceu e destacou a importância da parceria com a Semapi, Imac e Iapen.

“Acreditamos que a gente viva um momento novo, em que é necessário que as pessoas compreendam a necessidade de produzir menos lixo, de reciclar os resíduos sólidos, que representam um problema para cidade, para a saúde das pessoas. Agradecer a parceria da Secretaria de Meio Ambiente do Estado, do Imac e do Iapen e a todos os garis, que ajudam a zelar de nossa cidade”, disse o prefeito.

O presidente do Iapen, Arlenilson Cunha, destacou o papel do projeto para ressocialização dos apenados: “As pessoas que estão privadas de liberdade podem, com esse projeto, colaborar com a sociedade, com o meio ambiente, ao passo que também têm a oportunidade de aprender uma profissão e se qualificar. Isso contribui diretamente para o processo de ressocialização e reintegração social e profissional”.

James Alves, chefe da Divisão de Educação Ambiental e Práticas Sustentáveis da Semapi, explicou qual a contribuição e importância do projeto Educar para Reciclar.

“Com esse projeto, a gente trabalha a questão da conscientização ambiental, contribui para diminuir a pressão nos aterros sanitários, nos lixões e ainda reforça a importância da conscientização, diminuição e o reaproveitamento do lixo. No ato da entrega das lixeiras, ofertamos também a capacitação aos garis, para que possam atuar como multiplicadores de iniciativas voltadas para reciclagem de lixo e resíduos”.

Sebastião dos Santos, coordenador de limpeza do Município de Plácido de Castro, pediu que o projeto destine mais lixeiras para sua cidade, para facilitar o trabalho de coleta de lixo.

“Queremos que a Semapi consiga mais lixeiras para nossa cidade, para as pessoas saberem que tem um destino correto para cada tipo de lixo. A gente vai fazer nossa parte, que é educar essas pessoas”, afirmou Sebastião.

“Isso aqui pra gente é um modelo a ser seguido, pois essa iniciativa ajudará muito a população, de forma educativa e de reciclagem do lixo”, destacou o secretário de Meio Ambiente de Plácido de Castro, Venilson Ferreira.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.