30.3 C
Rio Branco
2 agosto 2021 2:04 pm

Homem acusado de estuprar 4 irmãs e matar padrasto é condenado a 80 anos de cadeia

Ele também é acusado de matar o padrasto para tentar manter seus crimes de violência sexual em segredo

POR TIÃO MAIA, PARA CONTILNET

Raimundo Ermilson da Silva, atualmente com 27 anos de idade, acaba de acaba de ser condenado a 80 anos de prisão em regime fechado, pela Justiça Criminal da Vara Única do Bujari, interior do Acre, por estupro de vulnerável contra quatro irmãs do acusado. A condenação foi publicada no Diário Oficial do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) nesta terça-feira (20) mas os crimes se referem ao período entre 2008 e 2021.

O condenado já estava preso pelo assassinato de Antônio Cardoso Maia, de 46 anos, seu padrasto, assassinado em março deste ano a golpes de machado e de pau, crime cometido na zona rural de Bujari, onde a família vivia. Na época, ao ser preso, ele confessou o crime à Polícia mas alegou ter agido em defesa de terceiro, no caso a sua mãe, que estaria sendo agredida pelo então marido. Posteriormente, a Polícia descobriu que o assassinato ocorreu porque Antônio Cardoso Maia havia descoberto os crimes de violação sexual dentro de casa e estava disposto a denunciá-lo. Raimundo Ermilson então matou o padrasto em busca de silêncio sobre suas atividades ocultas.

As vítimas falaram. Todas elas, ao serem abusadas, eram menores de 14 anos. Na época dos crimes, a vítima mais nova tinha apenas três anos de idade, cujos exames de corpo de delito comprovaram as violações. De acordo com a sentença, o acusado começou a abusar das irmãs em 2008. As quatro vítimas relataram que o irmão se aproveitava da hora em que todos estavam deitados para deitar ao lado delas e praticar atos libidinosos e ter relação sexual com elas.

O próprio acusado, inclusive, contou detalhes dos atos em juízo. Ele afirmou que os estupros eram praticados sem preservativos e em diversas vezes. Os abusos seguiram por toda infância, adolescência e até a vida adulta de uma das vítimas, que atualmente está com 20 anos. Ela contou, durante o depoimento, que o último abuso ocorreu no início desse ano.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.