34.3 C
Rio Branco
24 setembro 2021 2:14 pm

Na capital, índio enfrenta Tribunal do Júri por assassinato; ele teria matado desafeto com terçado

Indígena teria praticado crime dentro da casa da vítima com ajuda de duas menores, diz a denúncia

POR TIÃO MAIA, PARA CONTILNET

Última atualização em 30/07/2021 11:41

O Tribunal do Júri Popular da Comarca de Rio Branco está reunido, desde o início da manhã desta sexta-feira (30), na Cidade da Justiça, para julgar o indígena Jair Avelino dos Santos Apurinã, de 34 anos, acusado de assassinato. Ele é apontado como autor do assassino de um desafeto, Orlando Nascimento Cavalcante, crime ocorrido em 19 de julho de 2019, no bairro Belo Jardim.

De acordo com a denúncia, Apurinã matou Orlando a golpoes de terçado, dentro da casa da vítima. Para cometer o crime, ele teria contado com a ajuda de duas menores e por isso também é processado por corrupção de menores.

A sessão deverá durar durante todo o dia de hoje.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.