27.3 C
Rio Branco
22 julho, 2021 11:22 am

Julho Amarelo busca conscientizar cruzeirenses sobre hepatites e ISTs

POR ASCOM

Na última sexta-feira ao fim da tarde, a prefeitura de Cruzeiro do Sul por meio da secretaria municipal de saúde realizou em frente à catedral o lançamento da Campanha Julho Amarelo, que busca conscientizar e sensibilizar a população a respeito dos riscos representados pelas hepatites e as agora chamadas IST’s : Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) em substituição às Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), isso porque uma pessoa pode ter e transmitir uma infecção, mesmo sem sinal de doença.
O lançamento contou com a presença do prefeito Zequinha Lima, do secretário Agnaldo Lima e de cerca de 80 servidores da saúde. Além do ato simbólico que coloriu com balões amarelos os céus de Cruzeiro do Sul e acendeu luzes amarelas na Catedral de Nossa Senhora da Glória, o ato teve ainda a realização de testes rápidos para hepatites B, C, Sífilis e HIV. O objetivo foi alcançar as pessoas que estavam saindo do trabalho.

Campanha Julho Amarelo em Cruzeiro do Sul/Foto: ascom

“As hepatites são consideradas problemas de saúde muito graves, que causam muitas consequências na população principalmente se o paciente não diagnostica precocemente essa doença pode levar a óbito. Em Cruzeiro do Sul entre aas hepatites que se tornam crônicas: B, C e Delta, temos um total de notificados 1.432 casos confirmados, sendo destes, 82% hepatite B que é a que predomina na nossa região. Outros 12% são B e Delta, apenas 4% são hepatite C”, explica Rafaela Oliveira, coordenadora da Vigilância Epidemiológica do SUS de Cruzeiro do Sul.
Por ter como uma das formas de transmissão a via sexual e pela alta letalidade, as hepatites são por vezes consideradas similares ao HIV para a região amazônica.
“A região amazônica é considerada endêmica para hepatites em geral, e a região de Cruzeiro do Sul não é diferente, tendo número de óbitos relacionados à doença, elevado. Entre 2006 a 2020, tivemos 130 caso de óbito de hepatites, um número alto considerando que há subnotificação. Muitos pacientes não sabem que são portadores, por isso a importância da campanha para a população. Se diagnosticada precocemente, o paciente tem um tratamento mais eficaz. Doença que passa despercebido, por isso precisamos intensificar estas ações de conscientização e prevenção”, conclui Rafaela.

Prefeitura promove ações de conscientização sobre hepatites e ISTs/Foto: ascom

A secretaria de saúde reconhece que para um combate eficaz a estas doenças, é necessário o engajamento da população.
“Este é um meio de conscientização das hepatites virais, já tiveram início todas ações educativas pela cidade, ofertando testagem rápida. Lembrando que em todas nossas unidades estão sendo ofertadas testagens. Dia 28 é o dia D, onde iremos ofertar testagem rápida para toda nossa população “, explica o secretário Agnado Lima.
Para o prefeito Zequinha, a urgência e centralidade no combate ao Covid não diminui a importância que deve ser dada no combate às outras doenças, como especificamente as hepatites virais, causa de muitos óbitos em nossa região.
“As ações não param, a cada dia a saúde tem uma ação diferenciada, além do combate ao Covid, que tem sido a ação principal ao longo destes seis meses. Mas a gente não pode perder de vista que temos outras ações, outras doenças. Aqui especificamente as hepatites virais que a região amazônica tem um índice muito alto de hepatites. Esse mês é importante para realizar campanhas educativas para cuidados e exames necessários e apresentar alternativas de testes rápidos para saber se as pessoas estão ou não com este vírus e se estiverem, dar o encaminhamento que precisa ser dado. Por isso fazemos este chamado à população para que procure seu posto de saúde mais próximo e realize os testes, se ainda não o tiver feito”, concluiu o prefeito Zequinha Lima.
Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.