17.3 C
Rio Branco
21 julho, 2021 10:10 am

Médica acreana que tomou 3 doses de vacina contra a Covid-19 é identificada

Chama-se Jaqueline Moura a profissional que burlou o sistema de vacinação e que agora responde por crime

POR TIÃO MAIA, PARA CONTILNET

Atende por Jaqueline Moura a médica ginecologista de Rio Branco que burlou o sistema de vacinação contra a Covid-19 da Capital e tomou três doses do imunizante, a última no último dia 6 (terça-feira), da farmacêutica Janssem, de dose única. O caso foi denunciado pela Secretaria Municipal de Sáude (Semsa) e já é apurado como crime pelo Ministério Público do estado do Acre (MPAC). O CRM (Conselho regional de Medicina) também será comunicado do fato.

Jaqueline Moura conseguiu cometer a irregularidade porque se prevaleceu de sua condição de médica, inclusive de gestora de uma clínica. Por sua condição de profissional de saúde agindo na linha de frente de combate à Covid, ela entrou na lista das prioridades, tomando as primeiras duas doses da Coronavac. A primeira dose tomada por ela foi no dia dia 26 de janeiro deste ano e a segunda, em 24 de março. Mesmo já imunizada, assim que soube da aplicação da vacina da Janssem no drive–thru na frente do 7º BEC, ela se dirigiu ao local para tomar a dose única e com isso passar a ser a única pessoa do Acre a ter tomado as três doses.

Se acha que está excessivamente imunizada, a médica pode ter problemas de saúde pelo excesso e cruzamento de vacinas, disseram médicos ouvidos pela reportagem. A ação da médica é considerada crime e foi descoberta após uma denúncia anônima à Semsa. O caso foi levado ao MPAC pelo secretário municipal de saúde Frank Lima, que também levará a denúncia ao CRM (Conselho Regional de Medicina). De acordo com o secretário, sendo a médica pessoa instruída sobre o perigo de fazer o cruzamento de vacinas sem estudos e sem recomendação do Ministério da Saúde, ela não poderia ter tomado as doses em excesso nem tampouco burlar o sistema para fazer o cruzamento das vacinas. “Ela deu um péssimo exemplo à sociedade”, disse Lima.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.