17.3 C
Rio Branco
21 julho, 2021 9:17 am

Mulher é presa pela PRF por não pagar pensão alimentícia às filhas

Prisão aconteceu durante fiscalização de trânsito na capital. Mulher explicou à polícia que decidiu não pagar a pensão por acreditar que uma mulher não seria presa em uma situação como essa

POR G1 RO

Uma mulher de 26 anos foi presa durante fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Porto Velho, por ter um mandado de prisão em aberto por débito de pensão alimentícia.

Durante a fiscalização, a mulher foi parada transitando em uma motocicleta. Ela não possui carteira de habilitação e os documentos do veículo estavam em atraso.

Além disso, no sistema da polícia constava que ela possuía um mandado de prisão em aberto, mas ainda não se sabia o motivo. Através de uma conversa com a mulher, a polícia descobriu o débito de pensão alimentícia.

Ela possui duas filhas, uma delas mora com o pai e a outra com a avó. De acordo com decisão judicial, a mãe deve pagar a pensão. No entanto, a mulher disse aos policiais que depois de ouvir conselhos de amigas, decidiu não quitar a dívida por acreditar que uma mulher não seria presa em um situação como essa.

“Isso não existe no Brasil. Se você foi determinado pela Justiça a fazer algo, independe do seu gênero”, alerta o assessor de comunicação da PRF em Rondônia.

A mulher foi encaminhada à delegacia e está à disposição da Justiça para que as medidas cabíveis sejam tomadas.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.