15.3 C
Rio Branco
30 julho 2021 7:18 am

‘Não morreu’: Elvis Presley é preso em Rio Branco apontado como matador e líder do CV

Com ele a polícia encontrou dinheiro, arma e colete balístico

POR ITHAMAR SOUZA, PARA CONTILNET

O suposto líder e matador da facção Comando Vermelho, Elvis Presley de Sena Figueiredo, 25 anos, vulgo “Escarpa”, foi preso na noite desta quinta-feira (1), no residencial Santa Cruz, na região do Apolônio Sales, em Rio Branco.

Segundo informações da Polícia Civil, Elvis estava sendo procurado pelos crimes de homicídios, organização criminosa, porte ilegal de arma de fogo, corrupção de menores, inclusive com mandado de prisão por esses crimes. A investigação que estava em curso há cerca de três meses, visava prender Elvis, por ser supostamente matador do CV e por ser uma importante liderança desta facção criminosa.

Na tarde desta quinta-feira, os investigadores da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) receberam uma informação que o acusado estava na casa da sogra no residencial Santa Cruz, na frente de uma casa. De posse da informação, os agentes foram até o local e conseguiram avistar o jovem. Ao ver os policiais civis, “Escarpa” tentou fugir correndo para dentro da residência da sogra, onde acabou sendo abordado.

Durante a revista na residência, foi encontrado um colete balístico, subtraído das forças de segurança, uma pistola 9 mm com três carregadores, munições, uma máscara com o timbre da Polícia Civil e uma quantia de R$ 670,00 em espécie.

Em uma rápida conversar entre Escarpa e os Civis, o jovem assumiu que comandou e foi executar junto com os comparsas o ataque no Conjunto Habitacional Cidade do Povo, no dia 5 de abril deste ano, que resultou na morte do motoboy que era monitorado por tornozeleira eletrônica, Yure Mateus de Lima Cavalcante, de 25 anos, e feriu 7 pessoas em uma quadra de esporte na rua Jessé Santiago, também na Cidade do Povo.

O criminoso confessou também que participou de um ataque a rivais no ramal do Pica Pau, na região do Amapá, que culminou na morte de três pessoas e três feridos. Ele disse também ainda que no dia 30 de junho, pela madrugada, na companhia de mais três comparsas, planejava roubar uma caminhonete nas proximidades de um bar localizado na Estrada Dias Martins. Os criminosos estavam em um carro modelo Gol, de cor branco, quando uma guarnição da Polícia Militar avistou os faccionários em atitude suspeita e eles saíram em fuga e entraram em um beco. Nessa ação, três bandidos foram presos e “Escarpa”, que chegou a efetuar uns tiros contra a guarnição policial, conseguiu fugir.

Diante dos fatos, foi dado voz de prisão ao acusado, que foi conduzido para a Delegacia de Flagrantes (Defla) e depois foi levado para a DHPP. Após os trâmites, “Escarpa” será conduzido para o Presídio Francisco de Oliveira Conde, onde ficará a disposição da Justiça.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.