25.3 C
Rio Branco
22 julho, 2021 9:49 pm

Pela 1ª vez em 5 anos, vereadores de Porto Acre negam ‘cheque em branco’ a prefeito

Damasceno queria administrar Orçamento Municipal sem a fiscalização do Legislativo

POR REDAÇÃO CONTILNET

Pela primeira vez na história da legislatura de Porto Acre, o prefeito reeleito da cidade, Benedito Cavalcante Damasceno (PP), vai ter que amargar o crivo da fiscalização dos parlamentares, quanto à aplicação dos recursos da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

Na legislatura anterior, quando Damasceno controlava a maioria dos vereadores, ele geria o orçamento como bem pretendia, sem que os vereadores pudessem opinar sobre onde o dinheiro poderia ser aplicado.

Em sessão da Câmara realizada nesta quarta-feira (7), por cinco votos a três, os vereadores decidiram que a partir de agora Bené Damasceno terá que pedir autorização ao parlamento sempre que for realizar despesas orçamentárias.

“Acabou a farra. Dinheiro vem para Porto Acre, seja do governo federal ou de emendas parlamentares, e ninguém vê onde esses recursos são aplicados. O dinheiro simplesmente desaparece, a cidade não desenvolve, o nosso homem do campo continua abandonado sem ramais, sem pontes, nossas crianças continuam estudando com o pé na lama para chegar na escola, ninguém vê e ninguém sabe para onde vai esse dinheiro todo. Agora a coisa vai ser diferente. Queremos saber onde está sendo gasto cada centavo”, diz o vereador Gola (MDB).

Para o vereador Luan Luz (DEM), a decisão da maioria da Câmara não apenas será benéfica para Porto Acre como valoriza o papel do Legislativo Municipal.

“Falei para o prefeito que quando ele enviar um projeto à Câmara pela manhã, ele será aprovado à tarde se for de interesse do município. Minha postura na votação não foi de opositor ao prefeito. Foi um voto técnico e não político. Foi um posicionamento de quem representa o eleitor da cidade”, disse Luz.

Veja como votaram os vereadores:

Contra o veto do prefeito:

Leandro Bezerra (PSD)
Presidente da Comissão de Orçamento

Arle Souza (Republicanos)
Vice-presidente da Comissão de Orçamento

Vereador Professor Luan Luz (DEM)
Relator do orçamento e vice-presidente da Câmara

Francisco Lindoval, o ‘Gola’ (MDB)

Leal (PROS)

A favor do prefeito

Eliene Amorim (PP)
Secretária da Mesa Diretora da Casa

Professor Elizel (PP)
líder do prefeito na Câmara

Vereadora Ida (PL)

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.