21.3 C
Rio Branco
30 julho 2021 8:51 pm

Prefeitura de Cruzeiro do Sul abre o AMA – Atendimento Municipal ao Autismo

POR ASCOM

A Prefeitura de Cruzeiro do Sul através da Secretaria Municipal de Saúde inaugurou nesta terça, 13, a AMA – Atendimento Municipal ao Autista. A unidade irá funcionar na Rua Djalma Dutra, próximo à rodoviária. A AMA passa a funcionar de modo totalmente municipalizado.

O evento contou com a presença do prefeito Zequinha, do secretário de saúde Dr. Agnaldo Lima, vereadores, delegado de polícia e policiais civis, profissionais de saúde, e pais familiares e amigos de pessoas com autismo.
Para o funcionamento da unidade foi contratada uma equipe de profissionais que incluem: psicóloga, fonoaudiólogos, pedagogo e educadora física, além de profissionais de apoio administrativo, recepcionista e serviços gerais.
“Trabalhar com a pessoa autista é algo complexo, que envolve antes de tudo, uma investigação para compreender o nível de desenvolvimento de cada criança, e a partir daí desenvolver as atividades básicas de uma criança nessa idade. É preciso criar um projeto terapêutico individualizado, visando atender a necessidade específica de cada um e aí desenvolver um trabalho em equipe com os demais profissionais das outras áreas: pedagogo, fonoaudiólogo, educador físico, etc”, explica a psicóloga Tamara Fernandez.
Segundo a fonoaudióloga Eliane Barbary, os profissionais tem um papel fundamental em buscar desenvolver um trabalho em parceria com a família.
“A pessoa autista tem dificuldades com a fala, com a linguagem, e a comunicação em geral. É capaz de absorver a informação e sabe o que quer dizer, mas não consegue organizar a fala. Nosso papel é buscar desenvolver um trabalho em parceria com a família, buscando desenvolver os aspectos sociais da fala e da comunicação para que esta pessoa venha a ter a melhor qualidade de vida e interação social e familiar possíveis”, explica a fonoaudióloga Eliane Barbary.
A música também pode desempenhar um importante papel no desenvolvimento da linguagem entre pessoas autistas. “A musicoterapia tem sido bastante promissora. O tratamento consiste em dar acesso a instrumentos musicais e canções com ênfase nos fonemas que a pessoa tem maior dificuldade”, explica o também fonoaudiólogo, Gustavo Natal.
Além de psicólogo, dois fonoaudiólogos e pedagoga, a AMA trará também, como um importante acréscimo ao tratamento, a educação física. Por vezes negligenciada ou relegada a um segundo plano no tratamento de distúrbios mentais, a educação física tem um papel primordial no desenvolvimento psico-motor.
“A pessoa autista normalmente ‘pula’ fases do desenvolvimento, e com isso não obtém um desenvolvimento satisfatório, por exemplo, da mobilidade. Nossa expectativa é poder contribuir, por meio de educação física especializada, na recuperação e desenvolvimento da mobilidade”, explica Daiana Pricce.
“O autismo é como aquele enigma da esfinge: decifra-me ou te devoro. Essa tem sido a lição que todos os dias tenho de aprender nestes mais de vinte anos em que convivo com uma pessoa autista. São pessoas de fato especiais, a quem nos cabe o desafio de amar como se não houvesse amanhã”, contou emocionada uma das mães presentes no evento, que tem esposo e filho autistas.
“Estarei aqui para contribuir e também aprender, tenho também um filho autista e reconheço que cada dia é um desafio”, disse e pedagoga Poliana, que faz parte da equipe do AMA.
“A abertura do serviço é muito importante uma vez que estas crianças ficaram sem atendimento desde 2020. O espaço é muito bom, com excelentes profissionais. Espero que seja um sucesso e que nossas crianças posas usufruir deste atendimento”, disse Peter Rogers, presidente da Associação de Pais e Amigos de Pessoas com Autismo.
Atualmente já existem cerca de 60 crianças com diagnóstico concluído, mas ainda há outro quantitativo de crianças com suspeita de autismo que aguardam diagnóstico. Para tanto, o município deve buscar parceria com o governo do estado para que um especialista conclua o diagnóstico e as crianças possam ser atendidas pelos profissionais da AMA.

Atualmente já existem cerca de 60 crianças com diagnóstico concluído/Foto: ascom

“Hoje é um dia muito especial para nós da gestão da SEMSA, por determinação do prefeito e com o esforço da nossa equipe estamos reabrindo novamente, ofertando este serviço para crianças e adolescentes autistas. Este é um trabalho importante  que tem de se dar seguimento, com as crianças e adolescentes e seus familiares recebendo este acompanhamento dos profissionais da AMA”, explicou o secretário municipal de saúde, Dr. Agnaldo Lima.
Em sua fala, o prefeito Zequinha destacou os esforços para melhorar o espaço e o atendimento, por meio da contratação de profissionais, e agradeceu ao apoio prestado pela deputada Jéssica Sales.
“Contratamos mais profissionais, reformamos a parte física de maneira que este trabalho agora será oferecido com mais qualidade e profissionais. A deputada Jessica Sales alocou um recurso da ordem de 6 milhões de reais e com isso esperamos poder ampliar este atendimento a outros problemas também”, disse o prefeito Zequinha Lima.
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.