17.3 C
Rio Branco
21 julho, 2021 9:28 am
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

PSL no Acre fortalece discurso de Bolsonaro e se posiciona a favor do voto impresso

POR THIAGO CABRAL, DO CONTILNET

Balanço

Em sua live semanal, realizada hoje, o presidente regional do PSL, Pedro Valério, tratou de vários temas da política nacional e fez um balanço de como o partindo está se movimentando para as eleições do próximo ano. Valério confirmou que já tem 26 nomes confirmados para a chapa que vai disputar as vagas para deputados estaduais pelo partido. Segundo Valério, a chapa precisa ser fechada com 36 postulantes ao cargo, ou seja, faltam apenas 10 nomes.

Apelo

Pedro Valério aproveitou a live para fazer um apelo para que as mulheres acreanas se filiem e disputem cargos pelo partido. Apesar dos 26 nomes confirmados, a sigla parece estar com dificuldade de cumprir o que determina a legislação eleitoral, que estabelece que, do total de candidatos da chapa, 30% seja de mulheres. Ou seja, dos 36 nomes que vão disputar uma vaga na Aleac pelo PSL, 10 precisam ser mulheres.

Diarreia

Na mesma live, Valério chamou a CPI da Covid de “diarreia”. O presidente do PSL disse que a CPI é inoportuna e uma vergonha nacional. Para Pedro Valério, o momento deveria ser de união entre os poderes, para vacinar a população. Só após a imunização em massa é que deveria se pensar em CPI, e mesmo assim, investigando “quem mandou o dinheiro, que foi o Governo Federal, quem recebeu o dinheiro, e quem gastou o dinheiro”.

Voto impresso

“Não só eu, mas todo o PSL do Acre é a favor do voto impresso”, disse Valério. O presidente justificou que a postura dele e do partido a favor do voto impresso não é só porque é uma ideia defendida por Bolsonaro, mas sobretudo, porque, segundo ele, as eleições do Acre para o governo do Estado em 2010 podem ter sido fraudadas. Na visão dele, caso o voto impresso tivesse sido adotado naquela época, o resultado poderia ter sido diferente. Em 2010, Tião Viana (PT) foi eleito governador com 50,51% (170.202) dos votos contra 49,18% (165.705) de Tião Bocalom, que na época estava no PSDB. Uma diferença de menos de 5 mil votos.

Bem avaliado

Para alguns, a surpresa da última pesquisa eleitoral, assinada pelo Data Control, foi o nome do deputado federal Alan Rick (DEM), que apareceu em segundo lugar na disputa para o senado, tanto na espontânea quanto na estimulada, atrás apenas do ex-senador Jorge Viana (PT). Numa disputa que vai ser mais acirrada que a do governo, pelo número e qualidade dos candidatos, o deputado larga na frente ao lado de Jorge Viana.

Vem forte

Após o resultado da pesquisa, se ainda existia dúvidas na cabeça de Alan Rick se deveria mesmo disputar o senado, acredito que não há mais. Questionei o deputado se ele está confiante na disputa, e ele foi diplomático. “Toda pesquisa é uma avaliação de momento. Mas não posso negar que fiquei muito honrado com a aprovação do nosso trabalho ao ser lembrando pela população para o Senado. Isso só aumenta nossa responsabilidade em continuar trabalhando forte em favor do Acre e do Brasil”, concluiu.

Led

Nas redes sociais, o vereador da Capital Emerson Jarude (MDB) informou que a Polícia Civil encontrou centenas de materiais elétricos descartados irregularmente no Aterro de Inertes, em Rio Branco. Entre os materiais, segundo o parlamentar, foram encontrados lâmpadas e fios que poderiam ter sido reutilizados para iluminação pública. “Prometeram Led, mas deram escuridão”, disparou.

IPVA

O primeiro projeto de lei apresentado pelo deputado estadual Roberto Duarte (MDB), ainda em 2019, foi promulgado hoje. A lei proíbe o Estado de apreender ou reter veículos com pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos (IPVA) atrasado e começa a valer a partir desta sexta-feira (9).

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.