17.3 C
Rio Branco
21 julho, 2021 6:12 am

Rio Branco mostra índices de queda de casos de Covid-19, diz a Fiocruz

Relatório emitido pela Fundação explica que os números são efeitos da vacinação, mas que o cenário ainda é de alerta

POR RENATO MENEZES, PARA CONTILNET

Apesar de o Brasil ainda enfrentar um cenário preocupante com relação à taxa de transmissão do vírus da Covid-19, principalmente em meio a casos em torno da variante Delta, na capital apresentam-se índices de queda. Isso é o que diz o boletim InfoGripe, elaborado e publicado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) na última quarta-feira (14).

De acordo com o relatório, baseado em dados coletados do dia 05 a 12 de julho, sete capitais registram interrupção na tendência de queda ou estabilidade. Brasília, Florianópolis, João Pessoa, Recife, Rio de Janeiro e Teresina, além de Rio Branco, estão inclusas neste boletim. Inclusive, a capital está entre as únicas da região Norte que não foi inclusa no estado de alerta, uma vez que a ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) caiu de 26 para 24%.

“Em termos gerais, segundo a análise, os dados continuam ratificando a tendência de melhora na situação da Covid-19 no país, em consonância com os indicadores de incidência e mortalidade. O estudo reforça que a vacinação tem feito diferença, o que reflete positivamente no quadro pandêmico na medida em que é ampliada”, destaca o boletim extraordinário.

VACINAÇÃO EM RIO BRANCO

O Portal de Transparência do Governo diz que o Acre já aplicou 433.201 doses, sendo 322.953 para a primeira, 102.349 para a segunda e 7.899 para dose única. Os dados são atualizados conforme a inserção dos números pelos municípios.

No último sábado (17), a Prefeitura de Rio Branco avançou a faixa etária para os 25 anos e retoma a vacinação nesta segunda (19), depois de ter interrompido as aplicações no dia 13 de julho. Até o momento, foram 214.165 doses aplicadas.

O secretário municipal de saúde, Frank Lima, deu folga para os profissionais neste domingo, já que o último lote de doses que chegou ao estado, com um total de 15,7 mil, ainda é em quantidade insuficiente para vacinar de forma ininterrupta. Segundo o diretor da pasta, “não adianta trabalhar no domingo e ficar parado durante a semana”.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.