15.3 C
Rio Branco
29 julho 2021 9:52 am

Rio Branco terá uma quinta ponte sobre o Rio Acre com obra de cerca de R$ 10 milhões

Obra foi anunciada pelo prefeito Bocalom e senador Petecão e vai ligar a 317 ao Polo Moreno Maia, na zona rural

POR TIÃO MAIA, PARA CONTILNET

Uma quinta ponte sobre o Rio Acre, desta vez na zona rural da Capital Rio Branco, foi anunciada em conjunto pelo prefeito Tião Boalom (PP) e pelo senador Sérgio Petecão (PSD-AC). A ponte ligará a BR-317, no trecho conhecido como “Estrada do Quinari”, na região do Polo Benfica, ao Polo Moreno “Moreno Maia”, do outro lado do rio, numa obra com pelo menos cem metros de extensão por mais de dez de largura.

Os custos serão em torno de R$ 10 milhões, recursos que serão obtidos por Petecão através de emenda extraordinária junto ao orçamento geral da União (OGU). De acordo com Tião Bocalom, a obra deve ser inciada no ano que vem. “Este ano, com o resto do verão que temos, não há mais tempo para iniciarmos em 2021. Teremos que fazer o projeto, o processo licitatório e só a partir daí começar os trabalhos. Isso é coisa só para 2022”, disse o prefeito, ao ContilNet.

O senador Petecão disse que a ponte faz parte de um sonho antigo dos moradores da região e cuja construção contribuirá diretamente com a integração do setor produtivo de Rio Branco. A construção da ponte é uma ideia que vem sendo debatida pelo parlamentar ainda nas gestões anteriores, que só foi viabilizada no mandato de Bocalom, que está empenhado em desenvolver o setor produtivo.

“A construção desta ponte é um sonho do senador Petecão e dos moradores dessas regiões. O senador nos procurou e de imediato coloquei-me à disposição para ajudar naquilo que estiver ao nosso alcance. Ao final de nossa gestão, deixaremos nossa marca de contribuição com o desenvolvimento de nossa capital acreana”, destacou o prefeito Bocalom.

A quinta ponte sobre o Rio Acre, na capital, vai beneficiar, principalmente, os produtores da região da Transacreana. As famílias têm como principal atividade e fonte de renda o cultivo da mandioca, milho e criação de animais. Os produtores precisam do investimento para melhorar o escoamento da produção e contribuir com o desenvolvimento da capital.

“O sonho desse povo era uma ponte. Encontrei no Bocalom um parceiro para me ajudar a tornar realidade. Depois de uma agenda extensa em Brasília, conseguimos os recursos e agora vamos dar o ponta pé inicial. Estou feliz porque vamos conseguir melhorar a vida daquele povo, que sempre foi abandonado. Vamos realizar esse sonho que é meu, do prefeito e daquelas pessoas, que estão ali dentro desamparadas”, afirmou Petecão.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.