32.3 C
Rio Branco
22 julho, 2021 3:31 pm

Sem aceitar fim do namoro, homem mata servidora da Educação dentro de Motel e tira a própria vida em seguida

Maycon dos Santos morava em Nova Andradina e Mariana trabalhava em escola em Dourados

POR CAMPO GRANDE NEWS

A Polícia Civil em Dourados (a 233 km de Campo Grande) ainda investiga o feminicídio seguido de suicídio ocorridos na manhã de ontem (4) em um hotel da cidade, mas já apurou que a tragédia ocorreu pelo fato de o homem não aceitar o fim do relacionamento.

Residente em Nova Andradina, Maycon Alves dos Santos, 26, namorou por pelo menos seis meses com Mariana da Silva Barros Siviero, 40, mas insistia em reatar o relacionamento, terminado por ela, segundo o apurado até agora.

Mãe de dois filhos, Mariana morava no BNH 3º Plano em Dourados, era servidora pública municipal e trabalhava no setor administrativo da Escola Armando Campos Belo, no Jardim Santa Brígida, região leste da cidade.

Na sexta-feira (3), Maycon esteve na casa de Mariana, onde os dois conversaram e depois ele foi para o hotel, localizado na Avenida Marcelino Pires, no Jardim Brasília, saída de Dourados para Campo Grande.

Mariana Barros Siviero tinha 40 anos e foi morta com tiro na cabeça (Foto: Reprodução)
Mariana Barros Siviero tinha 40 anos e foi morta com tiro na cabeça (Foto: Reprodução) 

Sábado à noite, por motivos ainda não revelados, Maycon conseguiu convencer Mariana a ir até o hotel onde ele estava hospedado e os dois passaram a noite juntos.

Por volta de 11h de ontem, funcionários do hotel ouviram dois tiros e chamaram a polícia. Uma das funcionárias foi até o apartamento 109 e encontrou os dois corpos. Maycon matou Mariana e se matou ao lado dela.

Os peritos da Polícia Civil constataram que Mariana foi morta com tiro na região temporal direita. Ela caiu sentada próxima aos pés da cama. Maycon caiu morto na cabeceira da cama, com os pés encostados em Mariana.

Na mão dele foi encontrado o revólver calibre 38 com o polegar direito no gatilho. Ele disparou tiro na boca e a bala atravessou a cabeça. Segundo o perito criminal Everaldo, que esteve presente no local do crime, ambos os disparos foram efetuados à curta distância.

Nas redes sociais, colegas de trabalho de Mariana lamentaram a morte. “Saudades que fica. Você se foi de uma maneira trágica e covarde.  Família Armando Campos Belo em luto. Descanse em paz minha amiga”, escreveu uma das servidoras.

Maycon dos Santos, que matou ex-namorada e se matou (Foto: Reprodução)
Maycon dos Santos, que matou ex-namorada e se matou (Foto: Reprodução)

“Adeus Mariana. Família Armando Campos Belo hoje chora sua partida tão trágica! A morte lhe roubou a beleza, o sorriso e a alegria de viver! Saudades eterna Má”, postou outra colega de Mariana.

No apartamento do hotel, os policiais apreenderam o revólver e um notebook. A principal suspeita é que Maycon tenha planejado matar a ex e se suicidar em seguida. Por isso se hospedou no hotel e a convenceu a passar a noite com ele.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.