28.3 C
Rio Branco
15 setembro 2021 12:28 am

STF nega novo pedido de liberdade para motorista que atropelou e matou mulher no Acre

Gilmar Mendes decide que motorista da BMW que matou Jonhline em agosto do ano passado deve continuar preso

POR TIÃO MAIA, PARA CONTILNET

Última atualização em 30/07/2021 10:54

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou novo pedido de habeas corpus para Ícaro José da Silva Pinto, o motorista da BMW que atropelou e matou a comerciária e então funcionária da rede de supermercados AraSuper Jonhliane de Souza, de 30 anos, no dia 6 de agosto do ano passado.

A defesa de Ícaro José apontou falta de fundamentação para a prisão preventiva do acusado e voltou a defender a substituição para medidas cautelares diferentes da prisão.

O ministro negou os pedidos lembrando que ao acusado não prestou ocorro à vítima após o grave acidente. Mendes citou depoimento da então namorada de Ícaro, que estava com ele no carro na hora do acidente. Além disso, lembrou o ministro, Ícaro estava sob efeito de sob efeito de bebida alcoólica.

“Como se vê, o paciente, sob influência de álcool, conforme o impetrante assume, conduzia seu veículo em alta velocidade quando ceifou a vida de uma motociclista e abandonou seu veículo para dificultar as investigações”, escreveu o ministro em seu voto.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.