27.3 C
Rio Branco
9 setembro 2021 9:27 pm
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

A censura está de volta, calando parte da sociedade brasileira. Em breve, calará a todos

POR SÉRGIO PIRES, PARA CONTILNET

“Censura Nunca Mais!”. A frase, criada por esquerdistas, teve grande valor no país inteiro, durante todos os anos pós governo militar. Era um dos gritos de liberdade, que representava o anseio de grande parte da população brasileira. E a frase valeu desde a abertura, no início dos anos 80 e até há dois anos atrás, quando o poder no país saiu do discurso da esquerda e quedou-se para a direita. A partir dali, o “Censura Nunca Mais!” foi esquecido, porque a censura prévia voltou com toda a força, agora vinda de capa preta e toga e aqueles que tanto defendiam a liberdade de ação e pensamento, esqueceram-se do que pregavam.

O criador se voltou contra sua criatura. Agora a censura pode e deve ser aplicada em todas as suas nuances, inclusive contornando cláusula pétrea da Constituição brasileira, adequando-se ao discurso daqueles que as urnas mandaram para fora do poder e que não aceitam a derrota. Mesmo que, para tomarem o poder novamente, tenham que usar todos os métodos espúrios e ilegais para fazê-lo. Tudo menos enfrentar o inimigo numa eleição limpa, daqui a pouco mais de um ano e meio. O problema é que, apesar das pesquisas fajutas, das mentiras, dos ataques vindos de todos os lados, da aliança feita com o STF e TSE, a esquerda só tem alguma chance de chegar ao poder pelo golpe. Sabe que não voltará tão cedo se entrar numa eleição limpa e sem qualquer suspeita de sacanagem.

A censura, dura e perigosa, que hoje aqueles que a aplaudem, podem ser as vítimas do amanhã, é um câncer de que a sociedade brasileira tinha se livrado. O livre pensar, o livre falar, o livre contestar, o livre protestar era uma conquista que, imaginávamos, jamais perderíamos. Engano. Com aplausos da esquerda, aquela mesma que berrava pela liberdade, ministros das cortes superiores “adaptaram” a Constituição às suas ideologias pessoais e o que era livre passou a ser criminalizado. E a censura caminhou – sempre sob aplausos ou silêncio cúmplice do esquerdismo, da OAB, da ABI e de tantas outras instituições – para atacar, hoje, os direitistas, em seus blogs, sites e postagens na internet.

Amanhã, dependendo de quem estiver no poder, chegará a esses idiotas, que acham que a censura só atinge seus adversários. A ditadura da toga está implantada no país, via tribunais superiores, deixando a liberdade como uma falácia na política nacional. Sem serem eleitos, os golpistas estão nos governando e dizendo o que podemos ou não podemos fazer, pensar, gritar pelas ruas. Aqui neste espaço, onde tanto se tem defendido a multiplicidade de ideias, orientações e cores ideológicas, há o temor de que tudo isso que está acontecendo, piore ainda mais. Estamos sem saída. Ou concordamos com tudo o que está acontecendo ao nosso Brasil, nos aliando a eles ou nos calemos. Estamos, lamentavelmente, sob nova censura. Vai piorar, é claro!

Leia mais no blog Opinião de Primeira, de Sérgio Pires.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.