37.6 C
Rio Branco
21 setembro 2021 2:34 pm

Aniversariantes da semana, Miss Acre e mais! Acesse agora a coluna da Beth Passos

POR BETH PASSOS, PARA CONTILNET

Última atualização em 13/08/2021 14:54

Beth Passos
E-mail: [email protected]
Facebook: Beth News

Brenna Amâncio é uma competente jornalista, radialista, agora bacharel em Direito, uma pessoinha bem querida. Que este novo ciclo traga muita saúde e novas oportunidades para concretizar os seus sonhos mais desejados. Feliz aniversário sua linda!

Rinauro e Ercília Gomes na festa dos 5 aninhos do filho Yago que contou com a presença da vovó Sônia que veio de Belém especialmente para o evento do seu super herói preferido.

Brunna Chaar trintou com direito a bolo lilás e discreta mesa de doces como é de bom tom em tempos de pandemia com direito a desconhecidas variantes. Vida longa!

Adriana Dantas aniversariou semana passada e a equipe do consultório do marido, o cirurgião dentista Pancho Roque não deixou passar em branco. Parabéns querida!

Meyre Manaus lançou o Miss Universo Acre 2021, credenciada pela direção nacional do Concurso, como coordenadora estadual.

As candidatas deveriam preencher os requisitos de serem acreanas, solteiras, sem filhos, nascidas entre 08 de novembro de 1993 a 06 de novembro de 2003.

As inscrições encerraram dia 30 de julho, no site do Miss Universo-Brasil-2021. https:www.missuniversobrasil.com.br/inscrições e está previsto para acontecer no mês de setembro.

Mineiro, de Uberlândia. Grande Otelo, (1915-1992), o talento negro na dramaturgia brasileira. Por conta dos Jogos Olímpicos não deu para reverencia-lo como é habito nesta coluna. Em 17 de julho de 1978, o astro recebeu o título de “Cidadão Paulistano. Considerado um dos maiores atores do século XX, Grande Otelo foi um artista multimídia, tendo trabalhado no teatro, rádio, cinema e na televisão. Versátil e dono de uma consagrada expressão facial e corporal, destacou-se como ator, cantor, compositor, sambista e poeta. Seus personagens sempre tiveram um grande apelo popular, desde os tempos do Teatro de Revista, quando participou da Companhia Negra de Revistas, até quando interpretou Macunaína no cinema em 1969. Grande Otelo foi pioneiro e desbravador, primeiro artista negro a ocupar espaço de destaque no cinema e na televisão brasileira.

Flor de Lótus é a primeira Equipe de Canoagem Rosa de Foz do Iguaçu. A advogada acreana Regyna Maura Santos faz o convite para quem mora em Foz do Iguaçu e passou por tratamento de câncer de mama, fez mastectomia, quadrantectomia ou conhece alguém que passou e já concluiu o tratamento, procure o grupo. Vá conhecer o Projeto e remar com junto porque o barco está cheio de amor!

O voo perfeito de Rebeca Andrade reflete toda a trajetória de dificuldades enfrentada pela mãe solo e forte que mereceu todas as palavras de amor e reconhecimento da atleta incrível que trouxe as duas medalhas mais disputadas numa Olimpíada. A de Ouro e a de Prata!

Rinauro e Ercília Gomes na festa dos 5 aninhos do filho Yago que contou com a presença da vovó Sônia que veio de Belém especialmente para o evento do seu super herói preferido.

E as mulheres trouxeram mais ouro para o Brasil na categoria Vela Classe 49eFX com as atletas Martine Grael, que já traz o talento no sangue e Kahena Kunze. Viva!

Promover a saúde e o desenvolvimento social, gerar e difundir conhecimento científico e tecnológico, ser um agente da cidadania. Estes são os conceitos que pautam a atuação da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), vinculada ao Ministério da Saúde, a mais destacada instituição de ciência e tecnologia em saúde da América Latina.

O sanitarista Oswaldo Cruz mudou a saúde pública no Brasil nos idos de 1900. Dia 5 de agosto, quando é comemorado o seu nascimento, vale ressaltar a contribuição do médico para a história da saúde no país.

Aos 15 anos, ingressou na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, com interesse pela microbiologia que o levou a montar um pequeno laboratório no porão de sua casa. Em 1896, especializou-se em Bacteriologia no Instituto Pasteur de Paris, que, na época, reunia grandes nomes da ciência.

Em 1903, foi nomeado diretor geral de Saúde Pública, cargo que corresponde atualmente ao de Ministro da Saúde. Utilizando o Instituto Soroterápico Federal como base de apoio técnico-científico, trabalhou com afinco em diversas campanhas de saneamento.

Em poucos meses, a incidência de peste bubônica diminuiu com o extermínio dos ratos, cujas pulgas transmitiam a doença. Ao combater a febre amarela, na mesma época, Oswaldo Cruz enfrentou vários problemas.

Grande parte dos médicos e da população acreditava que a doença se transmitia pelo contato com as roupas, suor, sangue e secreções de doentes. Oswaldo Cruz acreditava em uma nova teoria: o transmissor da febre amarela era um mosquito.

Assim, suspendeu as desinfecções, método tradicional no combate à moléstia, e implantou medidas sanitárias com brigadas que percorreram casas, jardins, quintais e ruas, para eliminar focos de insetos.

Sua atuação provocou violenta reação popular. Em 1904, Oswaldo Cruz enfrentou um de seus maiores desafios.  Tentou promover a vacinação em massa da população, que era feita pela brigada sanitária. Os profissionais entravam na casa das pessoas e vacinavam todos que lá estivessem, mas esta forma de agir indignou a população.

O fato ficou conhecido como a Revolta da Vacina. Os jornais criticavam a nova lei e incentivavam as pessoas a tomar alguma providência contra ela. Diversos movimentos populares tomaram o Rio de Janeiro.

A revolta durou uma semana com mais de 110 feridos, 945 presos, 461 pessoas deportadas para o Acre e 30 mortos. O Governo derrotou a rebelião, mas suspendeu a obrigatoriedade da vacina. A situação mostrou a necessidade de uma forma diferente de vacinação em massa.

 

On Line 

*Às vésperas do aniversário de 15 anos da Lei Maria Da Penha, a ser completado no dia 7 de agosto, uma das melhores leis de proteção a mulher, infelizmente ainda nos deparamos com tantas formas de violência contra mulheres! Com o isolamento social, Brasil registra um Feminicidio a cada seis horas e meia. Três a cada quatro vítimas de Feminicidio tinham entre 19 e 44 anos. A maioria era negra. O Brasil contabilizou 1.350 casos de Feminicidio em 2020, segundo o Fórum Brasileiro de segurança pública. O número é 0,7% maior comparado ao total de 2019. Os casos de homicídio motivado por questões de gênero subiram. Em geral o agressor é uma pessoa conhecida: Precisamos falar e agir sempre.

*Toda mulher precisa falar para a amiga, que sofre violência doméstica, que se ela denunciar o agressor terá seu apoio. Muitas mulheres não denunciam porque não tem para onde ir.

*Roberta Lima representa a partir de agora os colunistas sociais do Acre junto aos colegas colunistas de todo o Brasil, via Federação Brasileira de Colunistas Sociais – Febraccos, atendendo convite da nova direção, da presidente Aninha Monteiro e a Presidente Executiva Jaciara Barros para fazer parte da direção da entidade no cargo de vice-presidente Norte I – Acre. Excelente escolha pela dedicação, seriedade, pesquisa com que Roberta realiza suas publicações nos veículos de comunicação por onde passou e atua. Aprecio sua alegria, educação, seu alheamento a conversas paralelas, por estar sempre atualizada com assuntos pertinentes e de interesse geral.

*Infelizmente a Covid já é maior causa de mortes por doença de pessoas entre 10 e 19 anos.

*Existe PFF2 que prende nas orelhas, mas precisa verificar se são marcas aprovadas pelo Inmetro porque as pessoas tem usado KN95. As que prendem na cabeça, a vedação é maior, além de que, as PFF2 e 3 passam por tratamento eletrostático que repelem partículas por isso NÃO PODE LAVAR.

*Desde alguns dias atrás, estou atrasada com algumas notícias porque sou absolutamente viciada em esportes. Um homem tocou o terror em Belo Horizonte. Foram cinco incêndios em quatro horas alegando que estava nervoso. Se eu fosse fazer o mesmo quando estou nervosa… Na TPM então. Acabava com meu bairro todinho! É cada coisa. Realmente ninguém está bem!

*As novas ‘pessoas do bem” odeiam negros, nordestinos, gays, imigrantes, desprezam as mulheres, abominam direitos humanos e espalham nas redes sociais mensagens de ódio. Então, tomei uma decisão. Resolvi ser uma “pessoa do mal” e defender negros, mulheres, gays e Direitos Humanos. Porque sou dessas!!!

*O tipo mais desprezível de evangélico é aquele que ameaça a gente com “ira do senhor”. Até parece que Deus é jagunço dele. Cada coisa né meu povo? Eu que lute para entender e conviver democraticamente!!! Chocada existo!!!

*Tem uma coisa sobre a qual vamos ter que refletir com profundidade, algum dia. O parentesco ideológico entre a Reforma Protestante e o Liberalismo. Se, por um lado, o movimento reformista defendeu o Estado Laico, ele também defende, e muito, a legitimidade do Livre Mercado.
*Trata de saborear a vida; e fica sabendo, que a pior filosofia é a do choramingas que se deita à margem do rio para o fim de lastimar o curso incessante das águas. O ofício delas é não parar nunca; acomoda-te com a lei, e trata de aproveitá-la. [Trecho do livro Memórias Póstumas de Brás Cubas] Machado de Assis

Arapuca bem montada 

No livro “o contrato sexual” da Carole Pateman encontrei uma pérola muito interessante e necessária ao conhecimento de todas as mulheres.

Sabem o “contrato social”? Aquele que a gente aprendeu que deu origem ao Estado moderno e às instituições políticas, do Jean-Jacques Rousseau? Então, pasmem senhoras, as mulheres não estão incluídas nesse pacto. Segundo Rousseau, o contrato social teria nascido da vontade dos homens para que encontrassem no Estado proteção e liberdade.

O que pouca gente sabe dessa história é que, deliberadamente, as mulheres foram colocadas de fora desse acordão, por uma razão muito simples: a almejada liberdade dos homens também requeria a liberdade sexual deles, a liberdade de ter acesso aos corpos das mulheres, com exclusividade. Por isso a necessidade de divisão entre os domínios dos espaços público e privado. Aquela coisa que chamam de feminismo marxista diz que a opressão sobre as mulheres existe em razão da exploração pelo capital. Não é bem assim, queridas.

A exploração pelo capital se legitima e se realiza antes pela exploração sexual dos corpos de mulheres. É muito interessante aos homens, todos eles, mas, especificamente aos homens de esquerda, manter nas mulheres a crença de que o capitalismo é a origem de todo o mal social, porque conseguem manter a plena liberdade sexual tão bem escamoteada no contrato social para continuarem a nos subjugar.

Se liguem na missão meus amores, enquanto os homens inauguraram para si a civilização moderna, a fruição da proteção e a liberdade garantidas pelo Estado, nós, mulheres, ainda estamos sob o pálio daquele estado natural hobbesiano.

Beth Passos, Jornalista

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.