41.7 C
Rio Branco
21 setembro 2021 11:48 am

Caixões são deixados na entrada da empresa de Zema, governador de MG, e verdade é descoberta

Os funcionários ficaram assustados quando chegaram para trabalhar e se depararam com todos aqueles caixões

POR I7 NEWS, IG

Última atualização em 17/08/2021 16:45

Na cidade de Araxá, em Minas Gerais, os funcionários do Centro de Distribuição e ao Apoio da empresa Zema ficaram chocados quando chegaram ao local de trabalho e se depararam com vários caixões no local.

Essa empresa pertence ao governador de Minas Gerais, Romeu Zema e imagens dos caixões logo foram compartilhadas nas redes sociais.

Algumas pessoas logo deduziram que alguém fez isso como forma de protesto, já que muitos são contra o governo de Minas, mas a verdade logo foi descoberta.

O que aconteceu realmente é que a própria empresa da família Zema ordenou que os caixões fossem deixados na portaria.

O caminhão de uma transportadora chegou ao local com vários produtos para serem entregues ao grupo, porém, também estava carregando alguns caixões que seriam entregues a outro cliente.

A empresa divulgou uma nota informando o seguinte: “Por questões de segurança e controle de acesso, ele precisou retirá-los da carreta antes de adentrar ao Centro de Distribuição”.

É que o Grupo Zema não permite que caminhões entrem no Centro de Distribuição com produtos de outras empresas.

Sendo assim, os caixões precisaram ser retirados do caminhão, deixados na portaria da empresa, para que só depois o veículo pudesse entrar.

Quando descarregou os produtos da empresa que pertence à família do governador de Minas Gerais, o caminhoneiro saiu, colocou os caixões de volta no caminhão e seguiu para seu destino.

A nota divulgada confirmou que não foi nenhuma manifestação, apenas um mal-entendido e que os caixões não estão relacionados ao governador.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.