27.3 C
Rio Branco
19 setembro 2021 12:28 am

Debate de melhorias: Prefeitura de Cruzeiro do Sul recebe representantes dos sindicatos da saúde

POR ASCOM

Última atualização em 10/08/2021 12:29

Representantes do Sintesac, dos Sindicatos dos enfermeiros, dos técnicos de enfermagem e dos dentistas foram recebidos na Prefeitura de Cruzeiro do Sul para debater sobre melhorias para as classes da saúde. Na reunião, os líderes sindicais apresentaram reivindicações sobre a reformulação do PCCR (Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração) e o pagamento do auxílio Covid. A conversa contou com a presença do vice-prefeito Henrique Afonso, do controlador do município Matheus Lima, da secretária adjunta municipal de saúde Valéria Lima e do secretário municipal de articulação política, José Maria e dos vereadores Gilmar Giles e Elter Nóbrega.

A Prefeitura tem mantido estreitos laços de ligação com os sindicatos, desde o início desta gestão, como se posicionou o secretário de articulação política José Maria. Segundo ele, a conversa e o diálogo tem sido fatores fundamentais nos processos de negociações com representantes de vários sindicatos, com quem a prefeitura tem agido de forma amigável em todas as reuniões.

Relacionado as reivindicações da saúde, o secretário de articulação política explicou que será montada uma comissão para discutir o PCCR e a insalubridade, envolvendo pessoas do sindicato e da administração municipal.

“Essas comissões vão sentar e debater os principais pontos que devem ser discutidos no próximo ano, tendo em vista que não podemos fazer neste ano nenhuma alteração no PCCR, insalubridade e nem aumento salarial, em razão da lei 173. Mas deixamos as portas abertas para qualquer debate com a gestão”, enfatizou o secretário.

Em relação ao pagamento do auxílio covid, o município se esbarra com um entrave relacionado a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), em razão das receitas terem reduzido significativamente em 2021, relacionado ao mesmo período de 2020. A gestão se comprometeu com os sindicatos, que até o final do mês de agosto fará novas avaliações nas receitas municipais, afim de solucionar a situação.

“Em sete meses de gestão temos sentado e conversado com todos os sindicatos, no sentido de buscar melhorias para nossos servidores, pois a política da nossa gestão é exatamente essa: de valorizar o servidor. Estamos sempre abertos ao diálogo e estamos com as portas constantemente abertas. Em relação ao auxílio covid, devido esses impedimentos legais, pedimos um pouco mais de paciência dos sindicatos para que até o fim de agosto possamos encontrar um caminho para resolver a questão desse pagamento”, enfatizou o vice-prefeito Henrique Afonso.

O líder sindical, Venilson Albuquerque explicou que o sindicato vai apresentar a proposta para a classe em assembleia.

“Recebemos uma proposta da gestão, e vamos repassar para os trabalhadores em assembleia geral. Na conversa saímos com uma situação que vai beneficiar os trabalhadores, a gestão pediu esse mês de agosto para analisar as nossas reivindicações voltadas para o abono ou auxílio covid”, destacou Venilson Albuquerque.

A secretária adjunta Valéria Lima destacou que o município tem mantido um diálogo com todos os setores da saúde.

“O que nos cabe como gestão é ter essa aproximação com o sindicato e saber as reivindicações deles. Somos muito gratos pelo empenho dos profissionais de saúde, graças a eles conseguimos avançar na vacinação, todos merecem aplausos de várias formas. Estamos dispostos a sentar com sindicato e avaliar a melhor forma de fazer isso, de forma justa e da melhor maneira”, enfatizou Valéria Lima, secretária adjunta de saúde.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.